Conheça as funcionalidades de um ERP e para que serve esse sistema6 min de leitura

Leia o artigo abaixo e descubra as funcionalidades de um ERP e saiba para o que serve esse tipo de sistema.

Compartilhe este artigo

O sistema ERP (Enterprise Resource Planning) é uma ferramenta que age integrando os setores de uma empresa. Assim a circulação de informações ocorre de maneira mais rápida e fluida, conectando os colaboradores e suas funções.

Com o ERP, é criado um sistema de banco de dados único online para toda a empresa, o que otimiza os processos, evita falhas, reduz custos e, ainda, facilita a tomada de decisões de líderes e gestores. 

Esses sistemas de gestão integrado costumavam ser muito caros, tornando-se praticamente exclusivos de empresas de grande porte. Porém, hoje em dia, vêm surgindo diferentes ERPs bem mais acessíveis e específicos para determinadas áreas do mercado, já que não há a necessidade de uma empresa aderir um ERP que tenha todas as funções possíveis, como veremos mais adiante.

Continue lendo este artigo para entender melhor como funciona um ERP e para que serve esse tipo de sistema.

O que é um ERP?

O Enterprise Resource Planning (ERP), ou Planejamento de Recursos Empresariais em português, ou, ainda, sistema de gestão integrado, reúne os dados de diferentes áreas de uma empresa em um único banco de dados na nuvem, como foi visto anteriormente.

Um ERP pode ser generalizado, ou específico. Atualmente a principal escolha das empresas têm sido ERPs específicos, já que, geralmente, isso reduz os custos de manutenção do sistema. Um exemplo de ERP focado em alguma área é o Nomus ERP Industrial, voltado para o setor fabril.

Principais funcionalidades de um ERP

Como vem sendo desenvolvido neste artigo, o ERP conduz as empresas a um crescimento organizado, de modo fluido e contínuo, já que as informações circulam em tempo real. Com isso, vêm a melhoria dos resultados e a otimização de tempo – seja nos processos gerais ou nas tarefas individuais dos colaboradores. 

Veja as principais funcionalidades presentes em um ERP, que contribuem para esse crescimento:

  • Atualização, em tempo real, das informações: Essa atualização é muito importante, principalmente para empresas em que os processos acontecem em cadeias, ou seja, uma tarefa afeta a outra, ou um setor influencia o outro. Com essa funcionalidade, os colaboradores, líderes e gestores, possuem sempre dados atualizados e são notificados sobre os mesmos.
  • Manutenção de matérias-primas: Essa função está conectada à anterior, já que os dados atualizados sobre os materiais comprados, em falta e entregues interferem diretamente na necessidade de compra de matérias-primas. Porém, além disso, vale ressaltar que em um ERP pode existir um módulo dedicado a esses dados de compras, fornecedores e preços desses materiais, para que seja escolhido o melhor custo-benefício para a empresa.
  • Monitoramento de estoque: Ainda nessa linha, em um ERP pode existir a função de monitorar e acompanhar o estoque, dando uma noção mais apurada sobre pedidos/demandas e necessidade de produção. Essa funcionalidade evita erros de produção, com sobrecarga dos estoques, atrasos na entrega, entre outros, de forma a não prejudicar os clientes e nem a empresa, com o risco de repercussão negativa.

Para que serve um ERP?

Neste tópico, serão abordados os benefícios gerados pelo sistema ERP. Veja:

1. Agiliza os processos e auxilia no cumprimento de prazos

O ERP é um sistema que aumenta a produtividade e a qualidade dos resultados, já que permite a automatização de determinados processos, tarefas e inserção de dados, e, com isso, gera uma otimização dos processos de uma empresa, ou fábrica – por exemplo. 

Com essa otimização, os prazos de entrega e a organização das demandas ficam em dia, devido a funcionalidades como:

  • Gráfico de Gantt da programação
  • Análise do prazo de entrega de pedidos de venda
  • Análise de gargalos na produção

2. Facilita as tomadas de decisões

Conforme foi falado anteriormente, a organização de dados que o ERP produz, facilita a tomada de decisões de líderes e gestores.

Isso ocorre porque eles têm acesso a um panorama geral da empresa, com metas a serem alcançadas, metas já cumpridas, necessidades de compra ou reposição de matéria-prima, demandas e entregas, entre outros tipos de dados. Além disso, por serem dados mais precisos, as chances de decisões menos produtivas ou erradas são reduzidas, assim como o tempo gasto nesse processo – a otimização citada no tópico anterior.

3. Faz a integração dos setores da empresa

Complementando o benefício anterior, o ERP integra os diferentes setores da empresa, criando um sistema único que abriga os dados já comentados. Essa unificação dos dados, reduz consideravelmente, ou, ainda, elimina, a necessidade de utilizar diversas planilhas e plataformas de armazenamento de dados. O que, por sua vez, reforça a confiabilidade de informações, reduzindo falhas e duplicidade.

Todos os líderes, gestores e colaboradores da empresa podem acessar esse banco de dados para acompanhar as tarefas e processos e se atualizar sobre o que ainda deve ser feito, especialmente se for uma empresa orientada a resultados – que prioriza as ações, metas e objetivos a serem cumpridos, ao “como fazer”.

4. Reduz os custos gerais da empresa

As funcionalidades disponibilizadas pelo ERP facilitam a identificação das causas e soluções de gargalos na produção. A partir da remoção ou remodelação desses gargalos, há a redução de custos.

Porém, simplesmente a otimização de recursos citada anteriormente, já causa uma redução significativa de custos e de mão-de-obra. E, além disso, a noção mais precisa sobre o que o estoque possui, ou não, e do que necessita também agiliza processos e evita a compra errada de matéria-prima, ou compras que excedam o espaço disponível no estoque.

5. Manter a empresa atualizada no mercado

Os ERPs online têm abertura à atualizações, por isso, acompanham as mudanças legislativas de modo mais prático, evitando que as empresas sejam prejudicadas ou necessitem de um investimento exorbitante para realizar as atualizações.

O mesmo se aplica à inserção de novas funcionalidades, conforme surja a necessidade por parte da empresa cliente.

Contrate um ERP para otimizar os resultados da sua empresa

Após a leitura deste artigo, você entende melhor como funciona e qual a importância da implementação de um ERP, no dia a dia de uma empresa para aumentar a produtividade de seus colaboradores e, consequentemente, os seus resultados. 

Se você está buscando um ERP, saiba que, independentemente de sua empresa ser de pequeno, médio ou grande porte, existe um ERP no mercado que satisfará as demandas do seu negócio e o impulsionará, como o Nomus ERP Industrial, voltado para indústrias.

Consulte um especialista, caso ainda tenha ficado, ou surgido, alguma dúvida após a leitura.

Quer saber mais sobre temas como esse? Toda semana trazemos assuntos relacionados, nos acompanhe pelo Linkedin e fique por dentro.

E para saber mais sobre a atuação da One7 e como ela pode auxiliar sua empresa, na gestão financeira e no seu fluxo de caixa, acesse o site ou preencha o formulário que entraremos em contato.

Deixe um Comentário

Artigos relacionados

Capital de Giro
Gestão Financeira

Capital de giro: entenda tudo sobre o assunto

O capital de giro para empresas, aliás, é um dos principais aspectos quando se fala nas finanças empresariais. Ele permite manter as contas em dia e investir onde é preciso. E se você ficou interessado no assunto e quer saber mais, continue com a leitura deste artigo.

Receba informações sobre crédito, finanças, e gestão empresarial.
Assine nossa newsletter: