Gestão financeira: o que é, importância e dicas de sucesso4 min de leitura

Gestão financeira
A gestão financeira empresarial consiste na maneira como o dinheiro é tratado dentro do negócio. Para saber mais sobre o assunto, continue com a leitura deste artigo e tenha acesso a dicas importantes que irão te ajudar com a gestão financeira da sua empresa.

Compartilhe este artigo

Uma empresa pode realizar um bom volume de vendas todos os meses e mesmo assim estar sempre no vermelho. Quando isso acontece, é bem possível que não exista um adequado controle financeiro. Ou seja, a gestão financeira é falha e deve ser melhorada.

Para tanto, pode ser suficiente adotar algumas medidas bastante eficientes. E se você está interessado em saber quais são elas e porque se trata de algo tão importante, continue com a leitura deste artigo.

Nos tópicos a seguir, confira as principais dicas e informações a respeito do tema.

O que é gestão financeira e qual sua importância

A gestão financeira empresarial consiste na maneira como o dinheiro é tratado dentro do negócio. O mais adequado, portanto, é que exista uma gestão assertiva, de modo a evitar problemas financeiros. Entre eles, contas em atraso, inadimplência dos clientes, prejuízos e falta de dinheiro em caixa.

Assim, com as medidas recomendadas, a empresa consegue honrar os seus compromissos financeiros, ter uma boa reputação no mercado e até expandir e qualificar a sua marca. São por essas razões, entre outras, que a gestão financeira possui uma importância de destaque na administração do negócio.

Embora profissionais capacitados sejam essenciais para esse trabalho, hoje em dia, existem sistemas que contribuem com a tarefa. Um exemplo é o software de gestão financeira, que permite a automação dos processos, tornando a rotina da equipe mais dinâmica, sem perder em qualidade.

Como fazer uma gestão financeira de sucesso

Para garantir a apropriada gestão administrativa e financeira do seu negócio, veja a seguir quais são as atitudes mais relevantes.

  • Mantenha o controle financeiro em dia

Uma das recomendações mais importantes para a adequada gestão financeira é manter o controle das finanças em dia. Ou seja, é essencial registrar todas as movimentações, como as entradas e saídas de dinheiro do caixa.

Em geral, as entradas referem-se às vendas e as saídas às compras de produtos ou pagamento de serviços. Com esse cuidado, é possível saber exatamente quanto dinheiro a empresa possui. E assim prever se é suficiente para pagar todas as contas dentro do prazo.

Para um controle completo, é necessário ainda fazer conferências para se certificar que tudo está sendo feito como o previsto. O aplicativo de gestão financeira também facilita essa atividade. Assim, você consegue até verificar se há pessoas mal-intencionadas desviando dinheiro da empresa.

  • Não misture as contas pessoais com as do seu negócio

Nas micro e pequenas empresas, em especial, o empresário deve ter o cuidado de não misturar as suas contas pessoais com as do negócio. Esse erro é bastante comum, além de ser muito prejudicial.

Isso acontece porque a partir do momento que não há essa separação, o empreendedor pode pegar para uso pessoal mais dinheiro do que deveria. E assim faltar para pagar as contas da empresa. Nesse sentido, é indicado que o proprietário defina qual o valor que vai receber todos os meses.

Trata-se do pró-labore, que corresponde ao salário dos funcionários. Desse modo, ele separa para si apenas esse valor pré-determinado e se compromete a deixar o restante para as despesas do negócio. E mesmo que pague todas as contas do mês, o que sobrar deve ser investido ou entrar para o fundo de reserva.

  • Precifique corretamente produtos e serviços

Outra dica fundamental para uma gestão financeira assertiva é precificar produtos e serviços do jeito certo. Basicamente, é preciso saber qual o custo deles para definir o seu valor. No entanto, existem outros fatores que influenciam essa decisão, como o preço praticado pela concorrência.

Ou seja, para manter a sua marca competitiva no mercado, é necessário que os seus produtos e serviços tenham preços que regulem com os concorrentes. Por outro lado, o valor das vendas deve ser suficiente para pagar as contas.

Mas quando isso não acontece, existe algo de errado. As suas despesas podem estar muito altas, o que exige que elas sejam revisadas. Ou o seu preço está muito baixo, causando prejuízos, devendo ser reajustado.

  • Crie protocolos para casos de inadimplência

Ações para evitar a inadimplência dos clientes também devem estar presentes na gestão financeira. Afinal, se eles não realizam os pagamentos devidos, a sua empresa não terá os recursos necessários para pagar as contas em dia.

Claro que esse cuidado é mais presente nas empresas que vendem a prazo direto com o cliente. Embora haja outras formas de pagamento, que não causam esse empasse, para alguns setores da economia a modalidade é ainda muito praticada.

De todo o modo, se for o seu caso, crie procedimentos para que a sua equipe saiba como proceder quando o cliente deixa de pagar o que deve. Mesmo nesses casos, entretanto, respeito e cordialidade são essenciais, inclusive, a possibilidade de renegociar as dívidas.

A One7 possui produtos que podem te auxiliar na gestão financeira da sua empresa. Quer saber como? Nos siga no LinkedIn, ou faça seu cadastro que entraremos em contato!

Deixe um Comentário

Artigos relacionados

Capital de Giro
Gestão Financeira

Capital de giro: entenda tudo sobre o assunto

O capital de giro para empresas, aliás, é um dos principais aspectos quando se fala nas finanças empresariais. Ele permite manter as contas em dia e investir onde é preciso. E se você ficou interessado no assunto e quer saber mais, continue com a leitura deste artigo.

Receba informações sobre crédito, finanças, e gestão empresarial.
Assine nossa newsletter: