Educação Financeira: O empreendedor, a empresa e o fluxo de caixa5 min de leitura

Educação Financeira
A educação financeira é essencial para o dia a dia do empreendedor e da sua empresa. Neste artigo você ficará por dentro de tudo sobre o assunto.

Compartilhe este artigo

Saber como gerenciar as próprias finanças pode parecer algo simples, mas nem sempre é para todas as pessoas. Inclusive, aquelas que não realizam o adequado controle do seu dinheiro e que têm o costume de fazer compras por impulso.

Por isso, quando a pessoa inicia um empreendimento, é comum que ela leve hábitos ruins para a gestão do seu negócio. Em especial, no que diz respeito às finanças. Assim, a educação financeira é essencial para o dia a dia do empreendedor e da sua empresa.

E o fluxo de caixa é um grande aliado nessa aprendizagem. Então, se você tem interesse no assunto e quer saber mais, continue com a leitura deste artigo e confira as informações presentes nos tópicos a seguir.

O que é educação financeira e sua importância para as empresas

A educação financeira para empresas consiste em entender a melhor forma de gerir o dinheiro, de modo a suprir as suas necessidades. Para tanto, o empreendedor precisa descobrir como se relacionar com as finanças do negócio, além de se manter informado a respeito do seu segmento de mercado.

Além disso, a educação financeira não se limita a economizar dinheiro, mas, principalmente, a usá-lo com inteligência, ou seja, sempre fazendo as melhores escolhas. Já para obter esse conhecimento, deve-se ter uma orientação adequada, bem como utilizar as ferramentas corretas.

Com isso, o empreendedor consegue controlar e gerenciar com assertividade as despesas que existem. E até mesmo as despesas pessoais e familiares, de modo que elas não se misturem com as contas empresariais. Lembrando que esse é um erro bastante comum, mas que pode causar muito prejuízo.

Ainda mais quem possui um negócio de pequeno porte deve estar atento ao que a educação financeira ensina. Afinal, se as despesas não forem separadas, pode ser impossível gerenciar com sucesso ambas as esferas, a empresarial e a pessoal.

Desse modo, a importância da educação financeira se mostra na hora que o empreendedor identifica as prioridades do negócio. Assim como evita gastos desnecessários, bem como dívidas e sabe o jeito certo de economizar. Aliás, com o dinheiro poupado, é possível investir na própria empresa.

Qual a relação entre empreendedorismo e educação financeira

No Brasil, é alto o número de empresas que fecham mesmo com poucos anos de funcionamento. Elas são, principalmente, micro e pequenas empresas, e a razão para muitas delas encerrarem as atividades é a falta de educação financeira por parte dos seus empreendedores.

Portanto, o primeiro passo na hora de iniciar um negócio é calcular muito bem os ricos, bem como ficar atento ao planejamento e análise inicial de viabilidade. Dessa forma, como ser empreendedor consiste em fazer as contas para saber quanto é preciso para abrir uma empresa.

E para precificar os seus produtos ou serviços também. Outros cuidados importantes de como ser um empreendedor de sucesso é conhecer o seu ramo de atuação e identificar os consumidores que fazem parte do seu público-alvo.

Então, o empreendedor que se preocupa com a educação financeira tem maiores chances de manter as portas abertas da sua empresa. Afinal, ele sabe como gerir as finanças, o que é essencial para evitar os principais erros que levam à falência de muitas empresas hoje em dia.

Porque o fluxo de caixa é um aliado do seu negócio

No processo de educação financeira, a gestão do fluxo de caixa se mostra um grande aliado do empreendedor que deseja tomar as decisões mais adequadas. O processo consiste em registrar todas as entradas e saídas do caixa, o que pode ser feito diariamente para reduzir as chances de falhas.

E mesmo sendo uma tarefa bastante simples de executar, trata-se de um controle de extrema importância para manter as contas em dia. Isso acontece porque ao realizar o fluxo de caixa, é possível identificar o dinheiro que entra e sai do negócio, indicando se as despesas podem ser pagas em dia.

Além disso, ao executar o seu controle, o empreendedor consegue realizar previsões no longo prazo, organizar o planejamento financeiro e evitar que as possíveis crises atrapalhem a saúde empresarial. Já para executar essa tarefa, recomenda-se fazer uso de um sistema de gestão.

Atualmente, existem softwares muito eficientes e acessíveis para tornar o fluxo de caixa automatizado. Com isso, é mais fácil registrar as entradas e saídas em tempo real e com menor risco de erros, o que leva a um controle mais rígido.

Assim, a correta tomada de decisão do empreendedor está garantida. Afinal, ele consegue identificar a melhor hora de comprar produtos para a sua empresa. E fazer os investimentos necessários, pois sabe se tem dinheiro suficiente sem que comprometa o pagamento das contas.

Além da educação financeira é importante também, ter parceiros que auxiliem na gestão financeira da empresa e ajudem a tomar um folego para os próximos passos. Neste ponto a One7 possui produtos que podem auxiliar na gestão financeira e equilibrar o fluxo de caixa. Quer saber como? Nos siga no LinkedIn, ou faça seu cadastro que um de nossos especialistas entrará em contato!

Deixe um Comentário

Artigos relacionados

Capital de Giro
Gestão Financeira

Capital de giro: entenda tudo sobre o assunto

O capital de giro para empresas, aliás, é um dos principais aspectos quando se fala nas finanças empresariais. Ele permite manter as contas em dia e investir onde é preciso. E se você ficou interessado no assunto e quer saber mais, continue com a leitura deste artigo.

Receba informações sobre crédito, finanças, e gestão empresarial.
Assine nossa newsletter: