Por que fazer conciliação bancária na sua empresa? Entenda quais são os benefícios

Compartilhar

Você conhece os benefícios da conciliação bancária? Caso a sua resposta seja não, que tal parar o que você está fazendo e se concentrar neste artigo? Ele pode trazer muitos insights para as suas atividades profissionais.

Para começar, vamos entender o que é conciliação bancária. Este processo, como podemos chamá-lo, é a comparação entre os comprovantes bancários e o controle da sua empresa

Trata-se de um mecanismo que tem como finalidade conferir se existe ou não qualquer tipo de anormalidade nos lançamentos realizados.

Abaixo, destacamos os pontos essenciais para você entender o assunto, e quem sabe começar a utilizar a conciliação bancária na sua gestão empresarial.

Benefícios da conciliação bancária

Em primeiro lugar, a conciliação bancária precisa ser entendida como uma proteção para a sua empresa. Confira alguns dos benefícios que ela oferece:

Para a equipe: Quando ela faz parte da gestão, garante não só a devida revisão dos processos, mas também um grau de exigência por parte dos funcionários que será importante para fazer com que os lançamentos sejam realizados de maneira adequada. Do ponto de vista financeiro, esse costuma ser um eficiente mecanismo de controle;

Em relação ao caixa: consequentemente, a gestão pode ter maior tranquilidade para analisar o fluxo de caixa, atuar no controle de gastos e na realização de investimentos. A conciliação bancária garante a confiabilidade dos saldos bancários, possibilitando o planejamento orçamentário mais efetivo;

Diante do mercado: uma empresa que é capaz de corrigir os erros com eficiência, dá demonstrações de que sabe superar crises e se manter forte no mercado;

Na tomada de decisões: quando se tem o controle sobre as movimentações realizadas, as surpresas negativas desaparecem e a gestão cria um cenário em que a tomada de decisão pode ser aperfeiçoada.

Vale lembrar: Pensar nas informações de maneira estratégica é fundamental para ganhar mercado. 

Quanto mais dados você tiver, maiores serão as suas chances de tomar decisões corretas. É isso o que a conciliação bancária oferece. Com informações realistas e atualizadas, ela orienta a gestão e permite melhores ações.

Além disso, considere o serviço no momento de prever alterações rapidamente no caixa e para poder integrar dados com o setor contábil da empresa. Essa integração permite melhorar os demonstrativos e simplificar a ação, tanto da contabilidade quanto da área financeira.

Problemas que podem ser identificados com a conciliação bancária

São muitas as situações que exigem conferência: a divergência entre o controle interno da empresa e o lançamento do banco, débitos indevidos por parte da instituição financeira, cheques não compensados, transferências não processadas, débitos de impostos, taxas não previstas, depósitos não identificados, entre outros problemas.

Pensando em casos assim, é preciso ter uma rotina financeira concentrada na identificação de erros. Boa parte deles são falhas humanas que podem ser fruto de distração, cansaço, estresse, entre outros. 

A ideia é que a conciliação seja um último e eficiente recurso para identificar essas falhas e evitar que a sua empresa tenha prejuízos desnecessários.

No caso de uma cobrança indevida realizada pelo banco, por exemplo, você pode identificar isso ao fazer a conciliação bancária.

Caso a empresa não tenha esse controle, provavelmente perderá dinheiro. Com a conciliação, ela poderá procurar a instituição financeira para fazer o estorno.

Como fazer a conciliação bancária

O primeiro passo é registrar todas as operações financeiras do período. Considere os lançamentos em dinheiro, cartões, boletos, ou qualquer outra forma de pagamento utilizada.

Tenha critérios para fazer esses registros, procurando tratar todas as informações com o máximo de detalhes.

Na sequência, cheque as contas da empresa, identificando uma a uma as despesas da companhia e determinando qual é a finalidade delas.

Para ter um controle efetivo das transações, faça o acompanhamento dos extratos frequentemente.

O próximo passo é comparar os saldos. Uma vez identificadas as contas, você pode conferir os extratos de cada uma delas para comparar os saldos totais com o total do fluxo de caixa.

Você pode fazer isso todos os dias ou semanalmente, como preferir e de acordo com o seu tempo disponível. 

É importante lembrar de definir esse período de acordo com as necessidades do planejamento estratégico empresarial.

Dica: Prazos menores garantem maior atualização das informações e, consequentemente, um controle mais efetivo.

Portanto, ao encontrar inconsistências, faça a conciliação, para isso, compare cada um dos lançamentos observando o fluxo de caixa e as contas da empresa. 

As divergências podem aparecer em situações quase imperceptíveis, por isso,faça uma verdadeira “operação pente-fino” e uma análise detalhada para garantir que o processo seja realmente eficiente.

Como aprimorar a conciliação bancária

Você deve ter percebido, o processo de conciliação bancária pode ser muito trabalhoso e demorado. Dependendo do perfil da empresa, isso pode ser um grande problema, pois, nem todas têm estrutura e recursos disponíveis para investir no processo.

Entretanto, é possível contar com soluções para simplificar esta tarefa e também garantir o seu sucesso.

O mercado já apresenta soluções úteis para auxiliar direta e indiretamente a conciliação bancária.

Você pode adotar um software próprio para essa finalidade e investir em soluções como sistemas de gestão para potencializar a captação e o armazenamento das informações da sua organização.

Com um software, é possível contar com a atualização diária de cada dado gerado que diz respeito ao controle financeiro empresarial.

Além disso, leve em consideração a economia de tempo que você e sua equipe ganharão, já que não precisarão fazer grandes cálculos e projeções.

Ao atribuir essa tarefa para uma plataforma, você deixa essa atividade mais otimizada e permite que a equipe se concentre em ações estratégicas voltadas para os interesses reais da sua companhia.

Lembre-se da importância de interpretar as informações geradas.

Para finalizar, a conciliação bancária é uma maneira de garantir que todas as movimentações financeiras da empresa realmente estejam em ordem.

Alcançar este objetivo é o caminho para o sucesso do seu negócio! Agora que você já entendeu a importância da conciliação bancária, continue acompanhando os nossos conteúdos no Linkedin.


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *