O que considerar no planejamento estratégico para PMEs?

Compartilhar

Quando se fala em planejamento estratégico, logo temos em mente uma grande corporação. Isso acontece porque essas empresas realmente contam com um planejamento de longo prazo bem elaborado, que prevê os passos certos para o crescimento. Justamente por conta disso que as empresas menores devem se espelhar e principalmente se organizar para conseguirem avançar com sucesso.

O planejamento pode e deve ser feito, também, pelas pequenas e médias empresas, objetivando traçar metas que deverão ser seguidas por todos os seus colaboradores. Em momentos de crise econômica, realizar um bom planejamento pode ser determinante para a sobrevivência e a manutenção do seu negócio.

Então, se você é um gestor de uma pequena ou média empresa, este artigo é para você. Aqui, listamos o que deve ser levado em consideração para o desenvolvimento desse planejamento. Acompanhe!

O que é planejamento estratégico?

Planejamento estratégico é um conceito utilizado intensamente na administração de empresas e significa, em síntese, determinar quais são os objetivos de sua organização. Em seguida, deve-se estabelecer, de uma forma estratégica, como estes objetivos serão alcançados.

Para auxiliar na confecção de seu planejamento estratégico, é fundamental que alguns conceitos sejam bem entendidos. Vamos a eles:

Qual o negócio da sua empresa?

Define o significado único para as atividades de seu empreendimento. É como a sua empresa é percebida pelo mercado.

Qual a missão de sua empresa?

Expressa a razão da existência de sua empresa, ou seja, seu propósito primordial.

Qual a visão de futuro?

Determina aonde sua organização quer chegar e o que ela quer atingir.

Quais são os valores de sua empresa?

Valores são os princípios básicos que devem nortear todos os colaboradores em seus comportamentos, atitudes e decisões.

Com todos esses pontos bem conceituados e estruturados, é possível preparar o planejamento estratégico de sua empresa.

Um erro comumente praticado é imaginar que deve ser feito apenas um planejamento. Na realidade, devem ser feitas algumas revisões no planejamento estratégico com o objetivo de avaliar o seu andamento e, eventualmente, até ajustá-lo. Com o mercado tão volátil e tão imprevisível, isto se torna quase obrigatório.

Qual a importância do planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é uma excelente oportunidade para construir, revisar ou elaborar uma leitura crítica, completa e compreensível da realidade da empresa, gerando segurança, confiança e clareza sobre o papel que a organização deseja assumir no mercado.

Pequenas e médias empresas também devem elaborar esse documento levando em consideração as suas particularidades, adaptando e flexibilizando o planejamento estratégico para ter prosperidade no negócio.

O que levar em conta no planejamento?

Para a definição de um planejamento estratégico para uma pequena e média empresa, alguns pontos devem ser considerados. A seguir, listamos alguns:

Mapeamento do negócio

O primeiro ponto a ser observado é sobre a situação de sua empresa no mercado. Como ela está sendo percebida pelos seus clientes em relação aos seus concorrentes?

Como estão sendo avaliados os seus produtos e serviços? Qual a perspectiva de crescimento de seu negócio e como manter sua presença no seu mercado de atuação?

Essas perguntas devem ser respondidas para que possam suportar as discussões e ajudar nas definições que serão tomadas.

Conscientização de todos

Para a preparação do planejamento estratégico, deverá ser montada uma equipe especial para esta tarefa. O ideal é que se tenha um participante de cada área tática da empresa. É importante que cada participante tenha um bom conhecimento das atividades da sua respectiva área.

Os outros componentes da empresa, que não fazem parte do grupo do planejamento, deverão estar conscientes da realização do estudo estratégico e que as decisões que serão tomadas terão impacto sobre todos.

A divulgação deverá ser feita através de comunicados nos quadros de aviso e comunicados online. Utilize a tecnologia como aliada para otimizar processos e dar acesso a todos sobre os trabalhos da empresa.

Suas forças e fraquezas

Faça, em conjunto com a equipe definida para o planejamento estratégico, uma avaliação das forças e fraquezas que sua empresa possui. As forças deverão ser aperfeiçoadas e as fraquezas estudadas para que sejam corrigidas ou minimizadas.

Nesta análise, os produtos e serviços também deverão ser estudados criteriosamente. Em seu portfólio, podem existir produtos ou serviços que precisam ser modernizados ou mesmo retirados de comercialização.

Suas oportunidades e ameaças

As oportunidades e as ameaças que a sua empresa possui também devem ser verificadas. Algumas ameaças não estão sob a sua gerência, como a chegada de um novo concorrente ou o agravamento da crise econômica.

As oportunidades também devem ser pesquisadas. O lançamento de um produto inovador pode ser uma delas.

Clientes e fornecedores

Você deve conhecer um pouco mais o perfil dos seus clientes e fornecedores. Dos clientes, é importante saber se estão satisfeitos com a qualidade e o preço do seu produto ou serviço. Se você agregar alguma nova funcionalidade ou aplicabilidade seu cliente pagará por isto?

Quanto aos fornecedores, é essencial avaliar se o valor que você está pagando por seus insumos é um valor justo e de mercado. Seu fornecedor é um parceiro e está preocupado em auxiliá-lo da melhor forma possível? Qual a qualidade dos suprimentos ofertados?

O que fazer após o planejamento?

Após as discussões da equipe montada para a definição do planejamento estratégico e estabelecidos os objetivos que deverão ser alcançados, é hora de definir os planos de ação para cada área.

Os planos de ação deverão ser destrinchados, definindo responsáveis por seu acompanhamento e prazos de execução. Em alguns casos, possuem uma interdependência de um plano com o outro. Ou seja, uma área depende da conclusão de uma atividade de outra área para executar as suas tarefas.

A execução desses planos deve ser feita prioritariamente e todas as diretrizes devem ser divulgadas e absorvidas por todos os colaboradores. A equipe deve estar motivada e engajada na busca incessante dos objetivos determinados.

Todos precisam da mesma informação e, para isso, a comunicação é fundamental. Os objetivos e os planos de ação devem ser divulgados, de maneira clara, através dos meios de comunicação disponíveis.

Independentemente do tamanho da empresa, os passos a serem seguidos não se modificam. No mercado, existem empresas especializadas em condução de planejamentos estratégicos. Sempre é interessante a presença de um mediador de fora da empresa para que ele possa ajudar na condução dos trabalhos.

É importante que as reuniões sejam feitas fora do ambiente de trabalho para que as pessoas envolvidas não sejam interrompidas nas discussões.

Agora que você já tem informações sobre o que levar em conta no planejamento estratégico, acompanhe a gente no Linkedin e fique a par das novidades sobre administração de pequenas e médias empresas.


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *