8 Dicas e estratégias de gerenciamento financeiro para a sua empresa6 min de leitura

Dicas e estratégias de gerenciamento financeiro para a sua empresa
Neste artigo você terá acesso a dicas e estratégias de gerenciamento financeiro para a sua empresa e poderá garantir a organização do seu fluxo de caixa.

Compartilhe este artigo

Empresas de todos os portes e segmentos de mercado devem seguir as boas práticas para gerir as finanças do seu negócio de forma eficiente. Por isso, reunimos aqui 8 dicas e estratégias de gerenciamento financeiro para a sua empresa obter sucesso.

1 – Identifique os custos do seu negócio

Para começar, é essencial saber quais são todos os custos do seu negócio. As despesas empresariais, geralmente, mensais, são divididas em custos fixos e variáveis. Os primeiros são os que possuem sempre os mesmos valores, mesmo que periodicamente haja reajustes, como salários, aluguel e impostos.

Já os custos variáveis são aqueles que, como diz o nome, mudam e que normalmente estão relacionados à produção. Desse modo, são os gastos com matéria prima, comissões, insumos, manutenção de equipamento e outros.

Isso quer dizer que quando a produção ou prestação de serviços é maior, os custos variáveis também são. Portanto, essas informações devem ser registradas e serem acompanhadas mensalmente para a devida gestão financeira.

2 – Realize as verificações periodicamente

Mais uma das dicas para empresas a fim de garantir a saúde financeira do seu negócio é realizando as verificações necessárias de maneira periódica. Para tanto, existe um método eficiente que ajuda a certificar-se que tudo está registrado de forma adequada e que erros não são cometidos.

Trata-se da conciliação bancária, que funciona a partir da conferência do saldo da conta bancária para averiguar se coincide com o valor do caixa. Desse modo, é possível identificar problemas e investigar a causa.

Entre eles, se alguma venda foi cobrada erroneamente, se algum pagamento não entrou ou se existem terceiros subtraindo valores da sua empresa. Com esse método, evitam-se as supressas no final do mês e não há o risco de achar que o dinheiro em caixa é suficiente para as despesas quando na verdade está faltando.

3 – Esteja atento ao fluxo de caixa

Estar atento ao fluxo de caixa é mais uma das dicas e estratégias de gerenciamento financeiro. Assim, é preciso registrar todas as movimentações do caixa. Ou seja, todo o dinheiro que entra e que sai da sua empresa.

Em geral, as saídas são as contas a pagar e as entradas são os valores referentes às vendas, sejam elas à vista sejam a prazo. Assim, acompanhar as movimentações financeiras é mais um modo de identificar se existe dinheiro disponível e suficiente para as contas do mês e para realizar investimentos quando preciso.

Já para ajudar na gestão do fluxo de caixa, é adequado prospectar as entradas e tomar decisões assertivas sobre as saídas. Além disso, essas informações são fundamentais para o planejamento financeiro, pois de nada adianta realizá-lo se o gestor não conhece e realidade das finanças do seu negócio.

4 – Não esqueça do planejamento financeiro

E por falar nele, o planejamento financeiro é um grande aliado e, por isso, uma das principais estratégias financeiras que devem ser colocadas em prática. Isso porque ele permite ter uma ideia de como a sua empresa está financeiramente e de como ela vai se comportar nos próximos meses.

Para realizá-lo, é necessário consultar o histórico de transações, criado a partir da manutenção do controle financeiro. Assim, consegue-se planejar o próximo período para ter uma previsão mais assertiva do cenário empresarial.

Afinal, ao saber quanto dinheiro tem em caixa, torna-se viável prospectar investimentos para qualificar a sua equipe, comprar novas máquinas e investir em outras estratégias de crescimento empresarial.

5 – Evite pagar contas depois do vencimento

Outra dica de gerenciamento financeiro consiste em evitar o pagamento de contas após o seu vencimento. Mesmo que os seus valores sejam baixos, será preciso gastar mais posteriormente, pois nelas vão incidir multas e juros. Ou seja, valores que poderiam ser economizados.

Além disso, se essa situação acontecer com frequência, o gasto extra torna-se significativo. E mais, ao deixar de pagar as contas em dia, a reputação da sua empresa é prejudicada, tanto em relação aos fornecedores, quanto ao governo.

Vale lembrar que os fornecedores são importantes aliados, sendo preciso manter uma boa relação com eles. Com isso, é possível negociar preços com mais facilidade e até obter prazos maiores de pagamento.

6 – Nunca misture as finanças pessoais com as empresariais

É comum que os empreendedores, inclusive, de micro e pequenas empresas, não tenham contas pessoais separadas das contas bancárias do seu negócio. Essa atitude é negativa para a saúde financeira empresarial, porque facilita o uso regular de dinheiro para pagar as contas pessoais e familiares.

A partir disso, são grandes as chances de o empresário pegar mais do que deveria, causando até mesmo prejuízo para o seu negócio. Pior ainda é quando isso acontece e ele nem percebe o problema que está causando.

E, ao se dar conta do buraco que causou nas finanças, pode ser tarde demais. Esse descuido pode ter como consequência até mesmo a falência ou prejudicar em muito as finanças, sendo difícil repor o dinheiro gasto.

7 – Não tenha gastos desnecessários

Mais uma dica de gerenciamento financeiro é avaliar de maneira permanente se existem gastos desnecessários. Muitas vezes, as empresas gastam com determinados produtos e procedimentos, que podem ser substituídos por soluções econômicas.

Além disso, mesmo parecendo gastos pequenos tornam-se altas somas com o passar dos anos. Esse cuidado deve ser tanto em relação a itens do dia a dia, como lâmpadas econômicas para o escritório, quanto a máquinas mais modernas e eficientes.

8 – Faça a antecipação de recebíveis

Ao fazer a gestão de risco financeiro, é possível identificar problemas antes que eles se concretizem, como a falta de verba para pagar as contas ou mesmo para investimentos empresariais urgentes. Nessa hora, a antecipação de recebíveis é uma alternativa vantajosa.

Afinal, consiste em uma forma simples e rápida de obter uma soma de dinheiro. Esse adiantamento, que deve ser contratado por empresas confiáveis que oferecem o serviço, pode ajudar no crescimento financeiro do seu negócio, ainda mais se o dinheiro for usado em ferramentas de gestão.

Portanto, após a devida análise financeira, uma empresa de antecipação de recebíveis pode ser o parceiro de crédito ideal para o seu negócio prosperar.

E nesse ponto a One7 é uma ótima solução, pois além de oferecer as taxas mais atrativas do mercado, também possui um processo de análise rápido, com profissionais qualificados e atendimento personalizado para apoiar na gestão financeira da sua empresa. Para entender melhor como é a atuação da One7 e como ela pode te ajudar, acesse o nosso site, nos acompanhe pelo LinkedIn e se preferir, preencha o formulário e um de nossos especialistas entrará em contato.

Deixe um Comentário

Artigos relacionados

Entenda como transformar uma MEI em LTDA
Dicas Executivas

Entenda como transformar uma MEI em LTDA 

Transformar um Microempreendedor Individual (MEI) em uma Sociedade Limitada (LTDA) é um processo que envolve diversos passos e requer atenção a vários requisitos e detalhes.