Empreendedorismo feminino: o que é, importância e cenário no Brasil4 min de leitura

Empreendedorismo Feminino
Nos últimos anos, a mulher alcançou uma importante marca, a de ser reconhecida como empreendedora em diferentes segmentos de mercado.

Compartilhe este artigo

O empreendedorismo feminino no país cresce todos os anos. No entanto, o número de mulheres que empreendem ainda é menor do que o de homens, apesar de haver mais mulheres formadas no ensino superior do que homens Brasil.

De qualquer forma, esse crescimento, embora insuficiente para que haja igualdade de gênero, deve ser comemorado. Afinal, nos últimos anos, a mulher alcançou uma importante marca, a de ser reconhecida como empreendedora em diferentes segmentos de mercado.

E mesmo que esse reconhecimento deva se expandir e se firmar de maneira mais contundente dentro na sociedade, já é motivo de vitória. Então, para saber um pouco mais sobre o empreendedorismo feminino, continue lendo este artigo. Nos tópicos a seguir, você encontra as principais informações a respeito do tema:

O que é empreendedorismo feminino

O empreendedorismo feminino pode ser conceituado como a presença da mulher no mundo dos negócios. Seja idealizando-os ou estando no comando de empresas dos mais diversos segmentos de mercado. O termo também pode designar a presença feminina em cargos de liderança.

Além disso, quando se fala em empreendedorismo feminino, muitas outras questões veem à tona. Isso acontece porque a desigualdade de gênero, que afetou e ainda afeta a sociedade, está relacionada a outros problemas e temas importantes. Entre eles, falta de inclusão social e de diversidade de gênero.

Esses assuntos se relacionam entre si porque são todos o reflexo de uma sociedade machista, que negou por séculos a relevância da mulher nas questões sociais. E discriminatória, que nega a importância de pessoas que não se enquadram no que é considerado o certo ou o mais adequado.

Qual o seu objetivo e importância

O objetivo do empreendedorismo feminino, portanto, não se resume a aumentar os cases de sucesso das mulheres empreendedoras. Mas sim, de obter uma sociedade mais justa, em que todas as pessoas tenham os mesmos direitos, embora elas sejam diferentes umas das outras e isso não deva ser considerado um problema.

Desse modo, a principal importância das mulheres empreendedoras é no sentido de promover um impacto social positivo, com foco na responsabilidade social e na sustentabilidade nas empresas. Nesse sentido, as mulheres são responsáveis ainda pela promoção do empreendedorismo de impacto.

Esse termo se refere aos negócios que causam uma grande e relevante mudança na sociedade, uma vez que propõe soluções inovadoras e diferenciadas para as mais variadas situações do dia a dia. Além disso, vale ressaltar que todo esse entendimento não quer dizer que os homens não possam fazer o mesmo.

No entanto, quando as portas do empreendedorismo se abrem para as mulheres, é possível se deparar com ideias distintas das que tradicionalmente são aplicadas. E mais, nada melhor do que a mulher para atender demandas específicas do público feminino.

Dessa maneira, encarregar as mulheres da tomada de decisões ao dar-lhe cargos de chefia pode ser uma forma muito eficiente de marcas se destacarem em meio à concorrência com soluções ainda não oferecidas para as consumidoras.

Empreendedorismo feminino no Brasil

No Brasil, o empreendedorismo feminino pode ser visto nos mais diversos nichos de mercado. Afinal, a mulher está capacitada a atuar em qualquer segmento, desde que possua os conhecimentos necessários, como ocorre com qualquer outra pessoa.

Mesmo assim, ainda existem muitos desafios das mulheres empreendedoras, em especial, no que diz respeito ao seu papel na sociedade. Ou seja, ela é ainda a principal responsável pelo cuidado dos filhos e tarefas domésticas.

Então, a igualdade de gênero apenas será uma realidade quando os homens abraçarem atividades que se entendem que são exclusivas das mulheres. Claro que as funções do núcleo familiar mostram avanços nos últimos anos e a tendência é que se firmem mais a cada dia.

Por outro lado, enquanto isso não acontecer efetivamente, as mulheres vão permanecer deparando-se com obstáculos. Além disso, a própria mulher deve estar aberta ao empoderamento feminino e fazer parte da mudança pela qual a história está passando.

Ou se ela não for adepta às mudanças, ao menos que não incentive outras mulheres a desistirem de promover a diversidade de gênero com negócios sociais que façam a diferença. Até porque quanto mais mulheres assumirem o comando de empresas, outras mais são motivadas a fazer o mesmo.

Não se pode esquecer ainda o papel da tecnologia, que fortalece o empoderamento feminino. Afinal, hoje em dia, existem muitas ferramentas e recursos que tornam as tarefas do dia a dia mais fáceis e da mesma forma ajudam a gerir um negócio com maior praticidade.

Gostou do tema? Quer ficar pode dentro de assuntos como esse? Toda semana trazemos artigos relacionados, nos acompanhe pelo Linkedin e fique por dentro.

Para saber sobre a atuação da One7, acesse o site ou preencha o formulário que um de nossos especialistas entrará em contato.

Deixe um Comentário

Artigos relacionados

Capital de Giro
Gestão Financeira

Capital de giro: entenda tudo sobre o assunto

O capital de giro para empresas, aliás, é um dos principais aspectos quando se fala nas finanças empresariais. Ele permite manter as contas em dia e investir onde é preciso. E se você ficou interessado no assunto e quer saber mais, continue com a leitura deste artigo.

Receba informações sobre crédito, finanças, e gestão empresarial.
Assine nossa newsletter: