6 Dicas para melhorar a gestão das suas contas a receber6 min de leitura

6 Dicas para melhorar a gestão das suas contas a receber
Quer saber como garantir a saúde financeira da empresa? Leia esse artigo e conheça 6 dicas para melhorar a gestão das suas contas a receber.

Compartilhe este artigo

Para garantir a saúde financeira de um negócio, existem diferentes aspectos aos quais se deve estar atento. Um deles refere-se à inadimplência dos clientes, que se estiver em um nível muito alto pode prejudicar de forma significativa as finanças da empresa.

Por isso, é essencial evitar que os clientes deixem de pagar o que devem, o que pode acontecer até mesmo porque a empresa não possui uma boa organização. Então, para que isso não aconteça, continue com a leitura deste artigo.

E confira nos tópicos a seguir as 6 dicas para melhorar a gestão das suas contas a receber. Desse modo, é possível se certificar que a inadimplência não vai afetar o sucesso do seu negócio.

1 – Registre todos os valores a receber

Para gerenciar os recebimentos da sua empresa, uma dica simples, porém, muito eficiente consiste em registrar todos os valores a receber. Dessa maneira, consegue-se controlar de perto os pagamentos dos clientes e, assim, sempre identificar aqueles que não foram realizados.

Além de sempre registrá-los, o que pode ser feito logo após a venda a prazo ser efetivada, vale a pena incluir as principais informações a seu respeito. Entre elas, data em que o pagamento deve acontecer e o seu respectivo valor.

Com isso, o registro dos recebimentos se mantém completo e atualizado, o que ajuda a geri-los, inclusive, identificar quando o cliente pagar a sua dívida. Assim como se ele não pagar e for necessário acionar os protocolos de cobrança.

2 – Agrupe as contas a receber por dia e tipo

Mais uma dica simples para melhorar a gestão das suas contas a receber que pode fazer toda a diferença é agrupar os recebimentos dos clientes por dia e tipo. Ou seja, de que forma o pagamento vai acontecer, se por boleto, crediário, presencial etc.

Essa é outra maneira de garantir a organização das contas a receber, sendo que esse cuidado é essencial para prevenir possíveis erros. Afinal, sem a devida organização, um cliente pode deixar de pagar, por exemplo, porque não recebeu o boleto de cobrança.

Pode até mesmo acontecer dele ter pagado, mas devido à desorganização, o seu pagamento não ser registrado. Todas essas situações têm potencial para prejudicar imensamente o relacionamento com os clientes, bem como a saúde financeira do negócio.

Já ao agrupar as contas por data de vencimento, o responsável por essa tarefa tem a facilidade de verificar com mais rapidez quais são as contas pagas e as que os clientes não quitaram. E mais, os inadimplentes devem ser reagrupados em outro grupo para que se inicie um novo protocolo de cobrança.

3 – Tenha protocolos para prevenir a inadimplência

A gestão de contas a receber exige ainda que se tenham protocolos para prevenir a inadimplência dos clientes. Afinal, como já dito, quando eles deixam de pagar as contas que devem à empresa, o prejuízo financeiro pode ser tão grande que se torne difícil manter as portas abertas.

Por isso, é importante que antes de efetivar uma venda a prazo, seja realizada uma análise de crédito do consumidor. Para tanto, empresas como a Serasa podem ser consultadas a fim de identificar clientes que são maus pagadores.

Assim, para os consumidores que fazem parte desse grupo, recomenda-se apenas vender com formas de pagamento em que a garantia é maior, como à vista e mesmo no cartão de débito ou crédito. No caso do cartão de crédito, se o cliente não pagar, quem fica sem receber é a operadora do cartão.

4 – Crie métodos para cobrar os clientes devedores

Mesmo quando há cuidados para prevenir a inadimplência, é possível que os clientes deixem de pagar as suas contas. Nesse sentido, é necessário que haja métodos para cobrá-los, sendo essa mais uma das dicas para melhorar a gestão das suas contas a receber.

Entre eles, é interessante que o negócio mantenha sempre atualizadas as informações do cadastro de clientes. Inclusive, com os dados de contato, para que no momento de uma eventual ligação ou envio de mensagem não se corra o risco de descobrir que o cliente mudou de telefone.

 É importante ainda que os profissionais responsáveis pela cobrança sejam educados e busquem alternativas para que a dívida seja paga.

Se um cliente alega que está com problemas financeiros, por exemplo, é adequado oferecer facilidades, como um prazo maior, parcelamento ou até mesmo um desconto. Portanto, vale a pena negociar para que a empresa não deixe de receber o valor devido.

5 – Estimule o pagamento antecipado das contas

Outra dica para evitar a inadimplência é estimulando o pagamento antecipado das contas. Para tanto, a empresa pode oferecer recompensas aos clientes que quitarem antes da data prevista as suas dívidas com o negócio.

Pode ser um desconto, um brinde ou outro mecanismo que valha a pena para o consumidor realizar o pagamento antecipado. A escolha depende do nicho de mercado ao qual pertence a empresa, sendo que deve ser atrativo para que realmente se torne interessante para o devedor.

6 – Faça uso de ferramentas adequadas

Fazer uso de ferramentas adequadas e tecnológicas é a última dica para melhorar a gestão das suas contas a receber. Inclusive, em empresas que possuem um alto volume de vendas, afinal, nesse caso, pode ser difícil realizar o trabalho com eficiência de modo manual.

Nesse sentido, existem diferentes ferramentas que podem ser muito úteis. Entre elas, está o sistema de cobranças, que além de emitir o boleto bancário, encaminha para o e-mail do cliente e dispara lembretes até a data de vencimento. E depois também, caso a dívida não seja paga.

Esse tipo de recurso pode identificar o status dos boletos, assim, é possível saber quais são os clientes que não o pagaram. Além disso, há software de gestão e relacionamento com o cliente, como o CRM.

Com ele, o cadastro se mantém atualizado, no qual se pode informar se o cliente é ou não um bom pagador. Essas ferramentas tornam a rotina da empresa muito mais eficiente. E podem contar com outros recursos para contribuir com as tarefas dos demais membros da equipe.

E para finalizar, uma dica extra. A One7 possui produtos que podem auxiliar na gestão financeira da sua empresa. Para saber como, nos siga no LinkedIn, ou faça seu cadastro que entraremos em contato!

Deixe um Comentário

Artigos relacionados

Entenda como transformar uma MEI em LTDA
Dicas Executivas

Entenda como transformar uma MEI em LTDA 

Transformar um Microempreendedor Individual (MEI) em uma Sociedade Limitada (LTDA) é um processo que envolve diversos passos e requer atenção a vários requisitos e detalhes.

Receba informações sobre crédito, finanças, e gestão empresarial.
Assine nossa newsletter: