5 Dicas para ajudar a sua empresa a fechar o ano no azul5 min de leitura

Fechar o ano no azul
Continue com a leitura deste artigo e descubra 5 dicas que irão te ajudar a fechar o ano no azul e a manter a sua empresa organizada.

Compartilhe este artigo

Com o fechamento de caixa no final do ano, é comum que muitas empresas fiquem no vermelho, levando dívidas antigas para o ano que está começando. Embora elas não possam ser ignoradas e o ano novo já comece no negativo, nunca é tarde demais para evitar que o mesmo aconteça novamente.

Mas para evitar que o ciclo se repita, é essencial mudar alguns comportamentos e ter uma atitude mais proativa em relação às finanças do seu negócio. Afinal, apenas com muito cuidado e organização é possível ter um fechamento contábil satisfatório.

Então, se você quer evitar que os mesmos problemas se repitam, continue lendo este artigo. E nos tópicos a seguir descubra como não ficar no prejuízo com as 5 dicas para ajudar a sua empresa a fechar o ano no azul.

1 – Planeje as finanças do ano

Para saber como administrar uma empresa de maneira assertiva é fundamental planejar as finanças do ano. Em geral, isso já pode começar no final do ano, mas nunca é tarde demais, até porque vale a pena todos os meses rever o que foi planejado e fazer os ajustes necessários.

Para tanto, é preciso fazer um levantamento com as principais informações, inclusive, financeiras para enxergar com clareza a situação do seu negócio. A partir de então, defina objetivos, assim como ações para que eles sejam alcançados.

Definir prioridades para a sua empresa é mais uma atitude assertiva na hora de fazer o planejamento. Assim, você sabe por onde começar as mudanças necessárias para não chegar a mais um final de ano no vermelho.

2 – Evite gastar mais do que o orçamento

Outra dica para ajudar a sua empresa a fechar o ano no azul é evitar gastar mais do que o orçamento estabelecido para os próximos meses. Por mais que esse cuidado seja bastante óbvio, é sempre bom lembrar como é importante controlar os gastos.

Isso pode exigir toda uma nova forma de pensar da administração da empresa, mas é essencial para que as dívidas não cresçam mês a mês. Portanto, veja como estão as finanças e prospecte o quanto deve entrar no caixa da empresa por mês.

Com esses dados em mãos, é possível prever quanto dinheiro vai entrar na empresa e avaliar se é suficiente para dar conta dos valores a serem pagos com os custos fixos e variáveis. Caso não seja, é preciso averiguar quais despesas podem ser reduzidas ou mesmo eliminadas.

3 – Tenha um fluxo de caixa assertivo

Mais um aliado do fechamento do ano no azul é saber como controlar fluxo de caixa da empresa. Ou seja, gerenciar o dinheiro que entra e sai do caixa todos os dias e que se referem, principalmente, às contas a pagar e a receber.

Essa dica complementa a anterior, pois ter um fluxo de caixa assertivo é o jeito ideal de não gastar mais do que o orçamento previsto. Para tanto, deve-se registrar todas as entradas e saídas, o que pode ser feito anotando em um caderninho, em uma planilha de Excel ou usando softwares de gestão.

Quanto mais movimentações financeiras uma empresa possui, mais indicado é contar com ferramentas tecnológicas. Porém, ainda mais importante é fazer o registro, independente da maneira utilizada. Afinal, ao saber como administrar o caixa da empresa com sucesso as chances de contrair dívidas são reduzidas.

4 – Torne a rotina mais eficiente

Outra dica para ajudar a sua empresa a fechar o ano no azul é procurar formas de tornar a rotina mais eficiente. Isso significa gastar menos recursos humanos e financeiros sem prejudicar a qualidade do produto ou serviço oferecido.

O uso de tecnologias é uma delas, já que permite realizar as tarefas com mais rapidez e com um quadro de pessoal mais enxuto. CRM e ERP são exemplos de softwares que contribuem com a rotina da equipe, automatizando tarefas e reduzindo o retrabalho e as falhas humanas. E existem muitos outros.

5 – Faça um balanço do ano que termina

Recomenda-se que sempre no final do ano se faça um balanço dos últimos 12 meses. Nele, avalie mês a mês o que foi previsto e o que se concretizou, o que vai ajudar o planejamento do próximo ano. Nesse momento, é importante ainda identificar possíveis erros e pensar o que pode ser feito para evitá-los de novo.

E claro, não se esqueça de repetir as atitudes tomadas na sua empresa e que foram favoráveis e oferecem bons resultados. Elas devem ser uma constante e integrarem a cultura organizacional. Por fim, lembre-se de aprender com os erros e criar estratégias para otimizar o seu negócio.

Você pode avaliar a necessidade de contratar profissionais qualificados que não possui em determinadas áreas e investir mais em marketing para conquistar novos clientes. De todo o modo, tenha em mente que um negócio só se mantém competitivo quando investe em inovação.

Dica extra, conte com a One7 e descubra como como ela pode auxiliar sua empresa, na gestão financeira e no seu fluxo de caixa, acesse o site ou preencha o formulário que um de nossos especialistas entrará em contato. 

E para saber mais sobre temas como esse nos acompanhe também pelo LinkedIn e fique por dentro.

Deixe um Comentário

Artigos relacionados

Receba informações sobre crédito, finanças, e gestão empresarial.
Assine nossa newsletter: