Controle financeiro empresarial: o segredo para seu negócio decolar

Compartilhar

Se já é difícil manter o domínio das contas pessoais, imagine as de um negócio! Por melhor que seja o gestor, é muito importante contar com a visão de todo o time, incluindo os diretores, para melhorar processos e evitar perdas futuras de dinheiro.

O setor financeiro é o coração de uma empresa, independentemente do porte. Por mais que ela venda bem, faça um bom marketing e tenha um excelente relacionamento com os seus funcionários, isso pode não ser suficiente para garantir sua estabilidade a longo prazo.

Que tal avaliar seu setor como se estivesse olhando de fora? Possivelmente, você vai notar alguns pontos que devem melhorar para a sua empresa decolar!

A importância do controle financeiro empresarial

A organização é a base do sucesso em qualquer setor da vida, especialmente no meio empresarial. Por isso, o segredo para ver o seu negócio decolar é contar com um bom controle financeiro, onde você pode consultar tudo o que precisar sobre a sua empresa, a qualquer momento.

Você sabia? Fatores como a falta de informatização dos documentos, ausência de controle financeiro e inexistência de alternativas de crédito, são apontados como os principais problemas do gerenciamento de gastos empresariais.

Provavelmente você já viu ou ouviu falar de empreendimentos promissores que fecharam as portas, pois, saiba que uma das razões possíveis para isso acontecer foi a desorganização financeira. 

Mas por que o controle financeiro empresarial é tão importante?

Há empresários que pensam: “se os negócios vão bem, e o dinheiro está entrando, então, não tem como dar errado“. Essa é uma ideia extremamente equivocada.

Toda a empresa tem muitos custos. Caso não haja uma organização financeira, prevendo um provisionamento mensal para que esses compromissos não pesem no fluxo de caixa, ele pode entrar no vermelho. Isto é seríssimo, pois a empresa pode deixar de honrar com alguns compromissos

Além disso, é o controle financeiro que dá a base para o planejamento estratégico, permitindo que uma empresa siga pelo caminho mais seguro e promissor. Porque, mesmo que nos dias de hoje tudo esteja “em paz”, o cenário político e econômico influencia muito o mundo dos negócios e nunca se sabe o que virá nos próximos anos.

Os principais sinais de um setor financeiro desorganizado

Mesmo que você tenha a certeza de que tudo está sob controle, que tal dar uma conferida nos exemplos a seguir? Eles representam alguns “sintomas” de um setor financeiro em situação de risco.

O controle do fluxo de caixa não é muito eficiente

Se a empresa tem dificuldades em saber o que gastou e o que recebeu de dinheiro, ou qual foi o total de vendas a prazo em determinado período, esse é um sinal de um fluxo de caixa descontrolado.

A falta desta visão traz uma série de outras consequências. A empresa fica, por exemplo, incapaz de prever quanto deve faturar nos meses seguintes, e não dimensiona com precisão o que precisa comprar de insumos ou quando terá em caixa para pagar os seus fornecedores.

Os fornecedores são pagos em atraso

Uma consequência vinda direta do problema anterior é que os compromissos não são honrados na data, porque frequentemente falta dinheiro no dia de quitar os pagamentos. Nesse caso, a empresa sofre um desgaste desnecessário junto a um grupo de parceiros fundamental para suas atividades.

Uma boa quantia de dinheiro é gasta com multas

Quem paga o que deve depois da data de vencimento, sempre sofre com multas e juros. No fim das contas, isso consome a margem de lucro das atividades operacionais.

Os salários atrasam

Quando não é possível pegar um crédito emergencial, e a empresa não tem de onde tirar dinheiro, acaba sobrando até para os funcionários, que passam a receber o pagamento do salário atrasado.

Este fator gera muitos desgastes internos e na maioria das vezes, acaba se refletindo na produtividade dos funcionários. E aí você já sabe: equipe desmotivada se compromete menos em alcançar os resultados.

O negócio depende das vendas do mês para pagar as contas

Empresas que esperam entrar dinheiro em caixa para pagar as contas, vivem naquele incerteza de vender o suficiente para cobrir os gastos. Se você já experimentou o clima de tensão que essa pergunta gera, sabe que não há nada de positivo na situação. Portanto, organize-se!

Os resultados de anos anteriores não estão arquivados

Você consegue ver o histórico de faturamento, vendas ou de inadimplência da sua empresa? Pode comparar o resultado do mês anterior com o mesmo período do ano passado?

Sem estes comprovantes, fica difícil saber se a empresa sofre com a sazonalidade, por exemplo. Com essa informação, você já pode criar uma boa estratégia, guardando reservas de dinheiro dos meses de boas vendas para cobrir as despesas nas épocas de faturamento menor.

Os controles são manuais ou feitos em planilhas

Tudo o que é feito de forma manual corre maior risco de erros. Quanto mais automatizado for um controle, menores as chances de falha humana. Numa planilha, um cálculo errado é suficiente para mascarar problemas sérios.

A dificuldade para achar um comprovante é rotineira

E, por fim, em termos de organização física, verifique como está o arquivamento de seus documentos. Você tem arrepios quando precisa encontrar uma nota fiscal ou duplicata guardadas? Neste caso, precisa rever urgentemente os processos de organização.

Os prejuízos de não ter um bom controle financeiro

Com tudo isso, você já deve imaginar todos os problemas que o descontrole financeiro traz para um negócio. Mas, para te ajudar a ficar longe desta situação, veja quais são os pontos mais desgastantes desta prática.

Desperdício de força financeira

Uma empresa com as contas controladas é muito mais forte. Mesmo que não tenha dinheiro sobrando, pagar os fornecedores e funcionários em dia demonstra compromisso e confiabilidade. E o melhor é que, quando ela precisar de crédito para investir em melhorias, encontrará portas abertas.

E, se além disso, sobrar um saldo extra, investir é o mesmo que melhorar os resultados e a sustentabilidade do negócio, pois traz lucro financeiro (de aplicações), incrementando o operacional (das atividades da empresa).

Insegurança a longo prazo

Quando a empresa trabalha para arcar com os compromissos atuais, ela nunca tem certeza se conseguirá quitar os futuros, e pior, nem se continuará funcionando em dois, três ou cinco anos. Sua liquidez geral acaba sendo bem baixa.

Somente uma boa estratégia financeira e muita organização podem garantir a sustentabilidade dos negócios.

Perda da confiabilidade de clientes

Aqui, falamos de todo tipo de cliente, certo? Funcionários, fornecedores e consumidores. Todos eles são pilares de um negócio. Perder a confiança deles significa sempre prejuízos, sem sombra de dúvidas.

O mantra de qualquer empresa deveria ser: “nunca atrasar salários, nunca atrasar as contas e nunca falhar nas entregas“. Porém, isso tudo depende da qualidade do controle financeiro empresarial.

O caminho para organizar o setor financeiro de sua empresa

Então, como fugir do risco trazido pela desorganização? Confira alguns passos essenciais para melhorar o controle financeiro da empresa e obter os melhores resultados possíveis!

Defina processos para o setor

Se cada pessoa faz sua atividade de um jeito, você nunca saberá a fonte de problemas do setor. É preciso padronizar a forma como tudo é feito, incluindo:

A geração de relatórios;

O registro de informações nos sistemas;

O arquivamento de documentos, etc.

Com toda a equipe atuando de forma padronizada, será mais fácil descobrir alternativas para melhoria constante do financeiro da empresa.

Reeduque os funcionários

Mesmo que todos no setor estejam dispostos a atuar de uma forma nova, completamente organizada, se sócios, diretores, gerentes e outros colaboradores não entrarem no ritmo, será mais difícil alcançar a organização necessária para o sucesso.

O setor financeiro interage basicamente com toda a empresa. Portanto, é importante avisar a todos como as rotinas serão feitas e o que se espera de cada colega, deixando claro qual o objetivo dessas mudanças.

Utilize softwares específicos de gestão 

Abandone de vez qualquer controle manual. Existem softwares de gestão voltados para a área financeira e específicos para atender às necessidades de um setor organizado.

Todas as rotinas se tornam mais seguras e o tempo dos colaboradores pode ser melhor aproveitado, apenas adotando um sistema ou uma plataforma eficiente de controle financeiro empresarial. 

Pronto, com estas informações, você está apto (a) para dar uma guinada no setor financeiro de sua empresa e transformá-lo em uma fonte de informações segura e eficiente, que vai contribuir para o sucesso do negócio!

Quer receber mais dicas sobre finanças empresariais? Siga a gente no Facebook e acompanhe nossas conteúdos.


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *