Controladoria empresarial: qual sua importância para uma gestão de sucesso?

Compartilhar

Nos dias de hoje, o mundo corporativo possui diversas questões que o deixam cada dia mais complexo, principalmente com as mudanças que ocorrem no ambiente internacional. Os empreendimentos brasileiros enfrentam desafios e são influenciados pela economia, o que exige que eles tenham uma gestão muito mais ágil e eficaz.

Nesse contexto, a controladoria empresarial é um conceito de grande relevância para os negócios. Ela tem como objetivo estabelecer controle maior das operações empresariais, financeiras e contábeis. Aqui, surgem tendências e soluções que fazem o negócio crescer e se desenvolver a cada dia.

Quer saber mais? Então continue lendo este post para entender o que é e qual a importância da controladoria empresarial para uma organização. Confira!

O que é a controladoria empresarial?

É uma operação de gestão que tem como objetivo compreender e acompanhar o desenvolvimento e a execução de todas as atividades que ocorrem dentro de um empreendimento, a fim de evitar qualquer erro ou falha no cotidiano empresarial. A controladoria levanta informações úteis, faz um planejamento adequado e organiza processos, otimizando-os.

Profissionais conhecidos como controllers são os responsáveis por passar todos os dados do serviço para os gestores. A controladoria é um mecanismo gerencial que está sendo bastante procurado pelos administradores empresariais, uma vez que otimiza os esforços e permite o desenvolvimento de estratégias eficazes para o negócio.

Funcionamento

A controladoria empresarial monitora as consequências dos atos administrativos internos. Assim, ela faz uma avaliação de resultados e busca métodos capazes de melhorá-los.

Uma das maneiras mais eficientes de analisar os resultados é compará-los com os de outras empresas. Assim, é possível demonstrar aos administradores qual o processo mais seguro para a busca de melhorias.

O processo inicia-se pela correta estruturação das operações financeiras e contábeis, mas também passa pelo desenvolvimento dos setores de apoio. Em seguida, são levados em conta:

  • os custos de contabilidade;
  • a formação de preços de venda de produtos;
  • o orçamento empresarial;
  • a administração de custos e despesas;
  • os mecanismos de captação de recursos;
  • o fluxo de caixa;
  • a análise de produtividade;
  • as atividades desempenhadas pelos funcionários.

Esse controle rigoroso tem a meta de reduzir gradativamente os excessos e desperdícios na empresa, bem como evitar roubos e fraudes. Suas funções podem ser definidas como:

  • Planejamento: estipulação de um projeto para atingir uma meta;
  • organização: organizar todos os processos e tarefas para que um objetivo seja alcançado;
  • Direção: determinar uma divisão eficiente de atividades;
  • Controle: mensuração da eficiência e qualidade do trabalho no tocante à meta proposta.

Desse modo, a controladoria empresarial é mais do que uma medida de natureza contábil, pois engloba todo o sistema organizacional do empreendimento, dando início ao planejamento e envolvendo o controle operacional. Ela reúne o maior volume possível de dados importantes, o que permite uma melhor tomada de decisão dos gestores.

Atribuições de um controller

Na controladoria empresarial, o controller é o grande responsável pela operação. Assim, ele atua no fornecimento e na geração de dados autênticos para o ambiente interno, com o objetivo de atender os gestores. Suas atribuições podem ser resumidas como:

  • Informação: compreende os sistemas de contabilidade, gerenciais e financeiros;
  • Motivação: relaciona-se às consequências dos sistemas de controle sobre o comportamento;
  • Avaliação: elucida fatos, informações e relatórios, analisando as consequências por área de responsabilidade, processos, atividades etc.;
  • Coordenação: objetiva unificar dados, com vista à aceitação de planos. O controller fica sabendo de eventuais inconsistências dentro do empreendimento e assessora a direção, apontando possíveis soluções;
  • Planejamento: auxilia a direção do empreendimento na determinação e mensuração de planos e metas;
  • Acompanhamento: examina e controla a evolução e o desempenho dos planos delineados, a fim de reduzir erros ou revisar esses planos.

No entanto, a controladoria deve planejar, analisar e revisar sempre e com assessoria constante,  com o objetivo de colaborar para a melhoria do negócio. O acompanhamento é essencial, a fim de verificar e controlar o desempenho das metas idealizadas e, se necessário, corrigir falhas

Benefícios da controladoria empresarial

Ter uma controladoria é fundamental para qualquer empreendimento e isso é justificado pelas vantagens que a área pode proporcionar ao negócio. Confira algumas a seguir.

Melhores decisões

Com mais dados, a administração empresarial passa a ter mais conhecimento em relação à situação presente e futura do negócio. O objetivo é que as tomadas de decisões se encaixem corretamente nessas duas ocasiões. 

Quanto mais conhecimento há sobre o empreendimento, mais simples se torna identificar quais opções são ou não vantajosas. Isso simplifica o processo de tomada de decisão, tornando-o mais rápido e mais efetivo.

Portanto, ter uma área de controladoria dentro da organização não apenas auxilia o trabalho dos gestores, mas permite que ele seja apoiado em informações relevantes. Como consequência, a tomada de decisão se torna mais eficaz, o que também evita que o negócio passe por prejuízos ou pela perda de posicionamento, por exemplo.

Otimização do controle

Essa enorme quantidade de dados também permite um controle mais preciso. Em meio às suas obrigações, a controladoria determina paradigmas para que o negócio tenha uma orientação melhor sobre suas próximas ações ou sobre o que deve ser mantido como meta. 

Desse modo, com controle mais preciso desde as áreas mais elevadas até o setor operacional, a identificação de qualquer alteração que aconteça é simplificada. Além disso, fica mais fácil implantar mudanças no ambiente da corporação.

Maior transparência

Outro benefício da controladoria na gestão de empresas é o ganho de transparência, especialmente em relação a seus stakeholders. Como os processos passam a ter um maior controle, é mais fácil demonstrar aos acionistas e órgãos fiscalizadores os resultados, por exemplo.

Também fica mais simples garantir ao cliente um alto nível de qualidade, bem como as negociações com os fornecedores mais fáceis e transparentes.

Melhoria de processos e resultados

Com um maior controle sobre o negócio, torna-se possível comparar o planejado e o que foi adquirido. Essa análise permite conhecer pontos de desvio e que não atenderam ao padrão desejado pela empresa. 

Desse modo, as questões consideradas problemáticas são identificadas de forma mais clara. Isso favorece uma atuação coerente para a otimização de processos e, por conseguinte, de resultados.

Sendo assim, a controladoria empresarial consiste na obtenção e na análise de informações que são fundamentais para a companhia, principalmente no que se refere a atingir objetivos estratégicos e a tomar decisões. Essa área traz ganho de transparência, melhoria de resultados e competitividade, de maneira a tornar o negócio ainda melhor.

Gostou de nosso post sobre a importância da controladoria empresarial? Então, acompanhe nosso Linkedin para não perder nenhum sobre gestão financeira!


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *