Como melhorar o aporte de capital para PMEs

Compartilhar

Com as incertezas na economia brasileira, as PMEs sofrem com o reflexo da alta do dólar, inflação, impostos, diminuição do poder de compra do consumidor, aumento das taxas de juros e de tarifas como energia e combustível.  

Contudo, em períodos de instabilidade econômica, ao mesmo tempo que é necessário cortar despesas, também é fundamental investir em soluções para buscar diferenciação no mercado.

Diante desse dilema, um aporte de capital pode ser a melhor opção para impulsionar o crescimento do negócio, mesmo sem dinheiro em caixa para fazer investimentos. Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe este artigo e tire todas as suas dúvidas! 

Como funciona o aporte de capital?

O aporte de capital tem como objetivo adquirir investimento para promover o crescimento da empresa por meio da venda de uma participação acionária, ou do uso da participação como garantia para financiamento. Com isso, não é adquirido apenas um investimento, mas uma parceria que deverá ter benefícios para ambos.

O investidor, além de injetar dinheiro no negócio, vai atuar, na maioria dos casos, para posicionar melhor a empresa no mercado, fazendo novos contatos e estabelecendo metas de crescimento.

Justamente devido ao nível de comprometimento que envolve um aporte de capital, é essencial considerar se realmente a empresa necessita dessa modalidade de investimento.

Quando buscar aporte de capital?

Antes de procurar um aporte de capital, é muito importante ter consciência da real necessidade desse dinheiro para atingir os objetivos de crescimento do negócio, pois um investidor terá parte da sua empresa. Além disso, os bancos cobram altos juros e, como garantia, podem pedir parte de sua empresa caso você não cumpra com o combinado.

Portanto, para um aporte de capital valer a pena,  será necessário que o lucro obtido em decorrência desse aporte seja maior que o valor solicitado.

Onde buscar aporte de capital?

Se você está realmente decidido que o aporte de capital é a melhor opção para potencializar o crescimento do negócio, o próximo passo é considerar quais as opções de investimento melhor se adequam às necessidades do seu negócio.

Separamos, aqui, algumas alternativas de captação de aporte que podem ser consideradas para pequenas e médias empresas. Veja!

Aporte de sócio 

Um dos recursos utilizados costumeiramente é o aporte dos próprios sócios da empresa, ou a entrada de um novo sócio que chega com recursos para alavancar os negócios. Porém, encontrar um novo sócio pode ser uma tarefa complexa pois, além de investir o capital, ele também agregará valor na operação da empresa.

Com relação a essa nova entrada, é importante conhecer os dois perfis de sócios que podem existir: o capitalista e o investidor, que apesar de terem termos bem parecidos, na prática possuem diferenças claras:

  • Sócio capitalista: costuma se envolver em negócios que tragam lucro de longo prazo, aplicando um aporte razoável de capital, podendo inclusive, investir gradualmente conforme a necessidade do negócio. Esse perfil de sócio busca riscos mais baixos e prefere investir em modelos tradicionais. É comum que se envolva bastante na administração da empresa.
  • Sócio investidor: procura empresas com alto potencial de retorno em curto prazo (3 a 5 anos). O montante de investimento é maior e costuma ser realizado de uma única vez. Além disso, esse sócio participa da gestão da empresa com os demais sócios, a fim de garantir que a empresa cresça, se valorize e gere lucros mais altos. Esse perfil de sócio disposto a correr riscos mais altos em negócios menos tradicionais, também está sempre de olho em uma oportunidade de vender sua participação, caso haja uma boa proposta.

Enfim, ao procurar um sócio, além de avaliar o perfil que a sua empresa está precisando, pondere, também, características como honestidade, transparência, reputação e respeito. Você deve esclarecer todas as suas dúvidas e expor suas expectativas antes de firmar sociedade.

Aporte de Venture Capital

Os venture capitals (ou VCs) têm como destino empresas de pequeno e médio porte que já estão estabelecidas e com potencial de crescimento, e possibilidade de retorno em um prazo de 5 a 7 anos.

Essa modalidade de aporte pode ser realizada por companhias de participações, gestores, fundos de investimentos ou por investidores individuais que disponham de capital para investir nesta atividade.

Empresas investidas por venture capitals buscam, principalmente, apoio para ampliar networking e conhecimento nos desafios de crescimento do negócio, como planejamento de expansão (local e internacional), fusões e aquisições, etc.

Aporte de Instituições Financeiras

Uma alternativa muito popular é recorrer a financiamento de instituições financeiras que oferecem soluções personalizadas para diferentes necessidades da empresa, seja para ampliação da capacidade produtiva, sanar problemas com fluxo de caixa e capital de giro, antecipação de recebíveis, etc.

Nessa modalidade, para discutir com a instituição financeira a linha de crédito mais adequada, é imprescindível que você saiba qual a finalidade dos recursos, quanto será necessário e como as parcelas serão pagas.

Abertura de capital

A abertura de capital é uma alternativa para empresas que estão em crescimento. Essa opção cria uma fonte alternativa de financiamento de longo prazo, agrega o reconhecimento na mídia e no mercado financeiro e, consequentemente, o aumento da visibilidade com investidores do mundo todo.

Abertura de capital é um processo longo, porque é preciso adaptar-se a uma série de novas obrigações e leis. A BM & FBOVESPA fornece instruções de todo o processo de abertura de capital.

Como se preparar para receber aporte?

Não é fácil e nem simples adquirir investimento, por isso é preciso estar preparado antes de buscá-lo. De modo geral alguns pontos são fundamentais, como:

  • Plano de negócio: prepare um plano de negócio e um planejamento estratégico impecável.  Além disso, tenha uma visão clara do  mercado e do posicionamento da sua empresa. Tenha o plano de crescimento detalhado, inclusive, com os custos necessários para que ele ocorra.
  • Finanças em dia: tenha um diagnóstico completo da situação financeira da sua empresa como demonstrativo de resultados, balanço, fluxo de caixa. Isso é necessário, pois qualquer tipo de investidor buscará uma segurança para alocar seus recursos.
  • Discurso pronto: desenvolva um discurso cativante e objetivo para despertar o interesse de possíveis investidores. Para isso, é importante que você saiba o real valor da empresa. Essa informação será fundamental no momento da conquista e negociação do aporte.
  • Clareza legal: para que a parceria seja regida da melhor maneira possível, é necessário que as partes envolvidas tenham clareza das condições em que se dará essa relação.

Somente aporte de capital não é a solução

Tenha em mente que para conseguir um bom investidor, no caso de PMEs, é fundamental que a empresa tenha um bom plano de crescimento, que já esteja funcionando e dando certo. É importante, também, que a empresa tenha um diferencial que já esteja rendendo bem e gerando lucros. Você precisa mostrar que precisa de investimento para expandir o seu negócio e não para salvá-lo da falência.

Em resumo, é preciso compreender que o aporte de capital é o caminho para se chegar ao sucesso e não a solução de todos os problemas do negócio.

Essas informações foram úteis para você? Então acompanhe a One7 também no Linkedin e fique informado sobre novas dicas que auxiliarão o crescimento da sua empresa.


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *