Como implantar a transparência na gestão financeira da empresa?

Compartilhar

Certamente um dos pilares do sucesso empresarial é a transparência na gestão financeira, que ocupa uma posição de destaque dentro das organizações. Hoje em dia, gerir não só com eficiência, garantindo o alcance dos resultados dos negócios, mas também de forma regular, atendendo aos critérios de compliance, é a base para uma atuação sólida no mercado.

Apesar da importância de se estabelecer uma gestão financeira eficiente e bem estruturada, muitas empresas ainda pecam ao desempenhar essa tarefa. Tal realidade, em muitos casos, é o fator principal para a desorganização das finanças e a falta de accountability e de controle sobre os recursos do negócio, prejudicando o atingimento de objetivos e, em outros casos, a identificação de pontos de atenção e rupturas financeiras, por exemplo.

Dada a relevância desse tema, a seguir, reunimos algumas medidas que ajudarão você a organizar as finanças da sua empresa, mantendo a transparência e o controle exigidos para uma atuação de sucesso no mercado. Acompanhe!

Realize um plano de investimentos

Uma das maneiras mais práticas e precisas de melhorar a transparência na gestão financeira é planejar todas as ações que serão desenvolvidas ao longo de um determinado período. Ou seja, é essencial realizar um plano de investimentos, no qual se contemple as despesas previstas.

Agir dessa maneira não só melhora o controle dos gastos, como também garante uma maior visibilidade dos recursos, facilitando avaliações futuras e auditorias, além de outras medidas de controle.

Quando o assunto é gestão financeira, sabemos o quão significativo é estabelecer um fluxo comunicativo acertado, no qual as informações sejam devidamente organizadas, armazenadas e apresentadas aos tomadores de decisão.

O fato é que a gestão financeira é uma das bases que dão suporte a todos os setores de uma empresa, já que praticamente todas as ações, de qualquer área do negócio, demandam recursos financeiros para serem executadas. Daí a importância de se organizar esse processo e garantir o apoio necessário aos demais departamentos.

Otimize custos

A relação entre uma gestão financeira de qualidade e a otimização de custos é bastante estreita, de modo que ações que visam melhorar os gastos da empresa são fundamentais para reforçar as suas finanças.

Sabendo disso, a recomendação aqui é que você trabalhe com foco na otimização dos custos operacionais. Para isso, identificar pontos de ineficiência nos processos, gargalos de produção e desperdícios — seja de recursos ou tempo — é o primeiro passo para enxugar as despesas da organização e melhorar a gestão dos seus recursos financeiros.

Pode até parecer que não, mas essa otimização nos custos é uma forma de mapear os processos e identificar pontos nos quais eles não estão contribuindo para o equilíbrio financeiro do negócio. Ou seja, a partir do momento que se eliminam gastos desnecessários, reflexos positivos são diretamente sentidos no setor financeiro.

Vale destacar que o conceito de gestão financeira é bem amplo, englobando ações das mais diversas naturezas e que passam por diferentes setores. Logo, trabalhar com o objetivo de melhorar os custos de um negócio, de certa maneira, também faz parte da gestão.

Escolha corretamente as pessoas envolvidas nos processos

Outra medida determinante para garantir a transparência na gestão financeira é escolher de forma correta as pessoas que farão parte das equipes responsáveis pelos processos. Em geral, a gestão financeira é uma tarefa bastante burocrática, a qual demanda um bom conhecimento técnico e noções de diferentes disciplinas, tanto empresariais quanto acadêmicas.

Nesse sentido, escolher com precisão os profissionais responsáveis pelo setor é crucial. Alinhar capacidades técnicas com um perfil pessoal que detenha atributos como profissionalismo, ética e confiança é o melhor caminho para se estruturar uma boa equipe.

Trabalhe com dados concretos e fáceis de serem compreendidos

Seguindo com as nossas dicas, pontuamos agora um dos quesitos mais pertinentes e alinhados com a dinâmica empresarial atual: a utilização de dados concretos para conduzir os negócios.

Cada vez mais, as empresas se apoiam no uso de recursos tecnológicos, de sistemas de gestão, entre outras diversificadas soluções automatizadas. Esse cenário tem reforçado o valor das informações para as organizações.

Nesse sentido, trabalhar com apoio de dados estratégicos é a recomendação. Relatórios, planilhas, gráficos, estudos estatísticos e outros recursos podem ser utilizados para melhorar o controle financeiro, ajudando a entender situações presentes e ainda projetar ações futuras.

No entanto, fazemos a ressalva de que esses dados precisam ser de fácil compreensão, de forma que erros e dificuldade na interpretação, por exemplo, não prejudiquem o valor dessas informações. Afinal, é preciso lembrar que nem todas os membros da empresa possuem habilidades contábeis e conhecimento jurídico-tributário para analisar dados complexos.

Apoie-se no uso de soluções tecnológicas

Por último, mas não menos importante, é imprescindível que a sua empresa reconheça o valor da tecnologia para o reforço não só da transparência na gestão financeira, mas também de toda a eficiência dos processos que com ela se relacionam.

Atualmente, é difícil um negócio conseguir conduzir seus procedimentos de maneira ágil, produtiva e eficiente sem que algum tipo de solução tecnológica seja empregada.

A verdade é que as companhias já perceberam o potencial de otimização trazido pela tecnologia e, como dito, crescentemente se valem do uso de softwares de gestão financeira, ERP’s, sistemas baseados em nuvem, além de outros recursos.

Dito isso, a nossa dica aqui é que a sua empresa inove na gestão financeira, aproveitando tanto quanto possível o poder da automação. Como exemplo, você pode substituir processos manuais, lentos e burocráticos, como preenchimento de planilhas e elaboração de relatórios financeiros, por alternativas digitalizadas, muito mais práticas, seguras e econômicas. Sem dúvida, essa apresenta-se como uma das melhores formas de reforçar a transparência e o compliance e ainda otimizar custos no seu negócio.

Por fim, como foi possível perceber, implantar a transparência na gestão financeira da sua empresa não é nenhuma tarefa complexa, muito menos impossível. Medidas simples são capazes de melhorar o cenário interno da organização e trazer resultados bastante efetivos para as equipes e para o negócio como um todo. Então, coloque as medidas listadas em prática e confirme os benefícios citados!

Agora que você já conhece algumas medidas básicas para melhorar a transparência na gestão financeira, não pare por aqui: acompanhe outros conteúdos no nosso Linkedin.


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *