Clientes inadimplentes: como lidar com essa situação?

Compartilhar

Lidar com clientes inadimplentes é uma realidade em inúmeras empresas. Saber como contornar essa situação é imprescindível para que você consiga manter seu controle financeiro e, claro, evitar problemas judiciais, como nos casos das cobranças feitas de forma indevida.

Embora cobrar os clientes possa ser uma situação um pouco desagradável, ela é essencial para garantir que o pagamento seja realizado. A cobrança deve ser feita de maneira cuidadosa, respeitando a lei e oferecendo oportunidades para que o devedor quite sua dívida.

Quer saber mais sobre esse assunto e diminuir a inadimplência no seu negócio? Continue a leitura do artigo de hoje!

Como fazer a cobrança de clientes inadimplentes?

A principal dúvida na hora de tratar o tema inadimplência diz respeito às formas de realizar a cobrança. Lembre-se: na maioria das vezes, as pessoas não desejam ficar devendo e, por isso, tente compreender os motivos que levaram àquela situação.

No entanto, isso não significa que você deve evitar fazer a cobrança. Pelo contrário, comunicar que o cliente está em débito desde o primeiro dia de atraso pode ser mais eficiente do que postergar essa medida. Veja algumas dicas importantes:

Cobre cordialmente

Nunca perca de vista o que diz o Código de Defesa do Consumidor: em seu artigo 42, ele veda a exposição do devedor ao ridículo, as cobranças abusivas e as ameaças.

Por isso, realize a cobrança, mas seja atencioso e cordial. Quanto mais cedo você começar a cobrar, maiores são as suas chances de receber. Por isso, treine seus funcionários para que eles consigam ser atenciosos nesse momento e expliquem amigavelmente sobre a dívida.

Invista em formas variadas de comunicação

Existem muitas maneiras de realizar a cobrança de um cliente inadimplente — como por e-mail, carta registrada ou mensagem de texto ou voz pelo telefone. Identificar o melhor método dependerá muito do tipo de cliente e também do seu negócio.

Em geral, as empresas costumam usar todos os meios possíveis de comunicação, respeitando as características de cada um deles. O envio de SMS tem sido amplamente usado porque é mais econômico e rápido, além de não constranger o devedor.

Porém, é preciso alguns cuidados, como garantir que o devedor é realmente o dono daquele número de telefone. Uma boa dica é usar a régua de cobrança, emitindo comunicados quando o prazo de pagamento estiver se aproximando e quando a dívida já estiver vencida.

Para os devedores de valores mais altos, pode ser mais interessante um contato direto, como pelo telefone.

Ofereça possibilidade de negociação da dívida

Se o prazo para o pagamento já está bastante atrasado, oferecer possibilidades de negociação pode ser a melhor escolha, inclusive com parcelamento da dívida. Afinal, é melhor garantir o recebimento de, pelo menos, uma parte do valor do que valor nenhum.

Converse com o cliente inadimplente e escute a proposta de pagamento que ele tem para você. Se não for interessante, proponha outros meios, inclusive um abatimento da dívida (principalmente em casos de débitos altos e já há bastante tempo atrasados).

Sempre que possível, ofereça mais de uma forma de pagamento. Assim você garante que o consumidor encontre medidas para quitar seus débitos.

Cobre judicialmente

Se nenhuma das medidas anteriores surtirem efeito, talvez seja o momento de se decidir por uma cobrança judicial. Nesse caso, é preciso primeiro enviar uma notificação extrajudicial com os valores atuais da dívida.

Em seguida, você poderá dar um prazo para que o cliente resolva a questão e, caso isso não ocorra, você poderá incluir o nome do devedor no SPC/SERASA, além de efetivamente cobrar em juízo o pagamento.

Como prevenir que minha empresa tenha clientes inadimplentes?

Sabe aquele ditado que diz que prevenir é melhor que remediar? Bom, no caso de clientes inadimplentes ele é bastante válido. Embora nem sempre seja possível garantir que você será pago, ter meios de controlar para quem se vende e com quem se faz negócio pode ajudar.

Veja algumas dicas essenciais:

Conheça o seu cliente devedor

Às vezes, você pode ter um bom cliente, que nunca atrasou um pagamento, mas que passou por alguma situação momentânea e não cumpriu com suas dívidas. Em outros casos, é possível que você esteja tentando cobrar aqueles clientes com hábitos de atrasar os pagamentos e até mesmo de não honrar com seus débitos.

Saber diferenciar um do outro é muito importante na hora de realizar a cobrança e até mesmo de evitar essa situação. Por isso, é essencial que você saiba para quem está vendendo.

Investigue o histórico do cliente

Antes de fechar um negócio, use os meios disponíveis para descobrir se o cliente em questão é um bom ou mau pagador. Você pode realizar uma análise de crédito por meio de vários serviços, como a consulta de cheques ou a consulta ao crédito.

Uma dica é sempre realizar essa consulta antes de qualquer venda. Muitas empresas fazem a análise antes da primeira venda e, com isso, a investigação apenas mostrará como está a situação financeira daquele cliente no momento da primeira venda — o que não garante que ele honrará seus próximos débitos.

Para empresas B2B, também é possível conferir as informações disponibilizadas na internet, fazendo uma pesquisa sobre o histórico e a reputação da marca e se o que a empresa está vendendo como imagem para você é real.

Tenha um cadastro dos bons pagadores

Infelizmente, é comum que muitas empresas apenas tenham um cadastro dos devedores e se esqueçam de tentar educar sua clientela para fazer os pagamentos em dia.

Ter um cadastro atualizado dos seus clientes é fundamental para acompanhar esses dados e, assim, poder oferecer vantagens e descontos para quem honra suas dívidas. Isso ajuda a fidelizar esses clientes e a garantir uma boa carteira para sua empresa.

Lembre-se de sempre informar os seus clientes sobre os benefícios que eles podem ter pagando suas dívidas em dia — como descontos progressivos, acúmulo de pontos para trocar por brindes e outros.

Automatize seu serviço de cobrança

Atualmente, existem muitos programas e softwares que auxiliam o empresário a manter os seus recebimentos em dia, inclusive com ações automatizadas na régua de cobrança.

Isso significa que o próprio sistema analisa quais clientes ainda não realizaram o pagamento e envia mensagens automáticas para eles, informando a proximidade da data do pagamento e as dívidas em atraso.

Esses sistemas ainda permitem que você acompanhe a quantidade de clientes que estão lhe devendo, saiba o montante dessa dívida e faça um cadastro dessas pessoas — evitando vender para elas novamente, por exemplo.

No caso de serviços, o sistema pode oferecer a opção de cancelamento automático quando o cliente não realizar o pagamento dentro do período estipulado em contrato.

Essas dicas ajudaram você a saber como lidar com clientes inadimplentes? Se você gostou desse conteúdo, acompanhe a One7 também no Linkedin!


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *