8 erros de planejamento financeiro que comprometem seus lucros

Compartilhar

O planejamento financeiro é uma ferramenta que representa o processo de organização financeira baseada na situação atual da empresa e apresenta uma visão futura com base nos objetivos, estudando os melhores caminhos a serem trilhados para alcançá-los.

Serve como direcionador para a tomada de decisões, apresentando uma visão global das finanças, compreendendo os resultados de cada ação e desenvolvendo disciplina empresarial.

O principal motivo de um planejamento financeiro é a melhoria dos resultados atuais com o objetivo de elevar o patrimônio através da geração de lucro líquido. Mas, para isso, é preciso evitar erros que podem comprometer os lucros. Quer saber quais são eles? Acompanhe a leitura!

Por que ter um planejamento financeiro?

Quando você faz um planejamento eficaz, fica mais fácil identificar quais são os recursos disponíveis, tomar decisões referentes a investimentos e projetos, além de conquistar uma base sólida. Logo, o planejamento é essencial para que as finanças de sua empresa se mantenham em dia!

Um bom exemplo, e até mesmo comum de acontecer, é quando um empresário investe na compra de maquinários e equipamentos sem consultar o andamento do recebimento de contas de sua empresa. Por mais que exista a necessidade da aquisição, antes de tomar a decisão deve-se analisar fatores como a garantia de capital para o pagamento, plano de crescimento, capacidade de estocagem e produtividade. Sem essas análises, a empresa pode entrar em apuros.

Para evitar isso, veja as boas práticas que você deve adotar ao planejar as finanças da empresa.

Boas práticas do planejamento financeiro

O uso do planejamento financeiro permite que você tenha total controle das entradas e saídas em sua empresa. A partir daí, você conseguirá elaborar demonstrativos financeiros, que gerarão relatórios importantes para suas tomadas de decisões.

Entre as boas práticas, podemos listar:

  1. organização e controle de documentos e registros;
  2. análise dos resultados financeiros, que serão usados para ações de melhorias;
  3. análise de captação e aplicação de recursos financeiros;
  4. controle de concessão de crédito para clientes;
  5. controle de caixa, entrada e saída.

8 erros que comprometem o lucro

Evitar erros no planejamento financeiro é uma peça fundamental para o sucesso de seu negócio, especialmente quando nos referimos a empresas de pequeno porte. Com capital reduzido, o controle tem que ser redobrado, de forma a minimizar os riscos e encontrar as melhores alternativas para aumentar os lucros. Confira os principais erros a evitar:

1. Falta de controle  

Esse é o principal passo para manter suas finanças em dia. Com o planejamento correto, você saberá quanto a sua empresa pode gastar em determinado período de tempo. Normalmente se faz um orçamento anual, definindo cotas mensais a serem utilizadas.

A falta disso faz com que você não tenha controle dos gastos e receitas mensais, o que levará a um fluxo de caixa negativo, falta de recursos para pagar fornecedores e comprometimento do capital de giro.

2. Não analisar o mercado

É essencial fazer uma pesquisa de mercado, a partir da qual você conhecerá bem seus concorrentes, o que oferecem, a margem de lucro, entre outros elementos que, com certeza, farão diferença no seu planejamento financeiro.

Conhecer o comportamento do mercado permitirá que sua empresa adquira experiência profissional, aprimore o planejamento e preveja situações de conflito e oportunidades de investimento.

3. Não avaliar os indicadores de desempenho

Existe uma máxima na administração que diz que não se gerencia o que não se mede. Como saber o quanto você está andando em relação ao seu objetivo se você não avalia os indicadores? Será que os resultados estão como o esperado? O planejamento está sendo eficaz?

Quando o acompanhamento é feito periodicamente, você pode detectar as possíveis falhas e necessidades de reajustes em um tempo suficiente para fazer as mudanças necessárias e trazer a sua empresa para o caminho desejado.

4. Não automatizar os processos

Se você utiliza planilhas para anotar gastos e acompanhar resultados, parabéns. Porém, para criar condições mais favoráveis para seu negócio, é importante automatizar os processos.

No atual ambiente tecnológico, é possível encontrar diversas ferramentas práticas e a custo acessível para o controle de gastos. Além de ser mais seguro, a maioria das aplicações oferece integração com bancos, geram gráficos e relatórios, entre outras funções. O resultado é aumento de produtividade e facilidade de controle.

5. Não definir resultados

Se você não sabe onde deseja chegar, qualquer caminho serve. Por isso, todo planejamento financeiro inicia com um objetivo e metas, que devem ser cumpridas em um prazo de tempo determinado.

Cada meta precisa ter indicadores de performance atrelados, para que seja facilmente acompanhada, e as estratégias, verificadas, de modo que contribuam para os objetivos do seu negócio, tornando a sua empresa mais produtiva e rentável.

6. Não compartilhar responsabilidade

Todos na empresa devem estar comprometidos com o aumento da lucratividade. Centralizar as atividades minimiza as responsabilidades dos gestores e demais colaboradores, que podem alegar desconhecimento.

Quanto mais claras as metas e as responsabilidades que cada pessoa tem dentro do planejamento, maior será o engajamento e melhores serão os resultados.

7. Não fazer previsões de investimentos

O planejamento eficaz leva em conta o curto, médio e longo prazo. Isso significa que não se pode pensar apenas no hoje, mas pensar e planejar como será daqui a 3 e 5 anos. A região de atuação será ampliada? Quantos funcionários serão necessários? A área de estoque será a mesma? Que novas tecnologias e maquinários serão utilizados?

Planejar cada passo desses é essencial para garantir que a empresa tenha o capital necessário e a equipe preparada para fazer o planejamento acontecer.

8. Não considerar os riscos

Em todo negócio existem riscos. O planejamento serve para apontar os principais erros, tomar as medidas necessárias para corrigi-los e garantir a sobrevivência da empresa. Se os riscos não forem observados, a empresa estará vulnerável e os concorrentes poderão aproveitar as brechas para tomar o seu espaço no mercado.

Mesmo com relação a riscos externos, como variação cambial e crises políticas e econômicas, a empresa pode tomar medidas internas e preparar alternativas para lidar com a crise.

Errar no planejamento financeiro, com certeza, impactará no crescimento de sua empresa, podendo inclusive, paralisar suas vendas de produtos ou serviços. Evite os erros que citamos aqui, pois comprometem seu controle financeiro. 

Crie o hábito de rever periodicamente o seu planejamento financeiro e acompanhar todos os controles da sua empresa sistematicamente. Quando realizado da maneira correta, ele ajuda a empresa a se destacar no mercado e conquistar mais lucros para crescer.

Quer saber mais sobre gestão financeira para potencializar o seu negócio, siga a One7 também no Linkedin!


Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *