5 estratégias essenciais para aumentar a competitividade empresarial

Compartilhar

Muitos são os fatores que interferem no sucesso de um negócio. Contudo, aumentar a competitividade empresarial certamente desponta como uma das ações mais importantes no mercado atual, em que o sucesso está nos detalhes e diferenciais oferecidos.

Por isso, atuar de maneira competitiva requer estratégias para se diferenciar, atrair o público e gerar valor para as propostas, serviços e produtos da empresa. Entretanto, é justamente nesse ponto que muitos negócios acabam encontrando desafios, pois não entendem a verdadeira acepção de uma atuação competitiva ou, pior que isso, não sabem o que fazer para atingir esse patamar.

Pensando em ajudar você, preparamos este post para tratarmos sobre competitividade empresarial e mostrar algumas estratégias que podem reforçar esse conceito na sua empresa. Ficou interessado? Continue a leitura e confira o que preparamos!

O que é competitividade empresarial?

De maneira direta, a competitividade empresarial traduz a habilidade de uma empresa em competir. Ou seja, é a capacidade de reconhecer suas falhas e corrigi-las, assim como, de identificar suas potencialidades e oportunidades do mercado e, a partir disso, explorá-las satisfatoriamente.

Pode-se dizer, então, que a competitividade é inerente à uma competência, algo de diferente, um valor perceptível entregue para o cliente.

Há duas maneiras de demonstrar o lado competitivo: sob a ótica externa, que é buscar o diferencial olhando para fora, na visão do mercado em que o negócio se insere, ou sob a ótica interna, em que a maioria dos pontos de competitividade são analisados dentro das companhias.

Por que aumentar a competitividade empresarial?

A competitividade está intimamente associada aos resultados que uma empresa apresenta, isto é, à sua performance no mercado. Logo, para conseguir espaço no seu segmento, vender mais e ter uma imagem positiva e diferenciada, é preciso pensar e agir de maneira competitiva.

O branding é muito importante na decisão de compra do consumidor e toda empresa precisa se posicionar. Nesse sentido, por exemplo, existem produtos bons, mas que são mal posicionados devido à uma estratégia falha, assim como também existem produtos feitos para vendas em massa, porém direcionados para públicos que não têm esse perfil.

A segmentação feita de forma equivocada acaba prejudicando a competitividade da empresa, ainda que ela tenha uma proposta ou produto atraente.

Como melhorar a competitividade empresarial?

Como dito inicialmente, há diversos atributos envolvidos no sucesso e competitividade de uma empresa. Assim, por exemplo, não basta ter o melhor produto, é preciso oferecê-lo ao público certo, é essencial que as pessoas o conheçam, e ainda, que os destinatários desse item tenham uma boa percepção a seu respeito.

Além disso, toda a empresa deve estar alinhada à um padrão de competitividade, imprimindo processos eficientes e que reforcem o ideal de qualidade das suas entregas. Nesse contexto, é indispensável que os seguintes pontos também sejam incluídos na busca por uma atuação mais competitiva:

  • Área ao cliente (marketing / comercial);
  • Área financeira;
  • Área de processos;
  • Área de tecnologia;
  • Pessoas.

Dito isso, podemos listar algumas outras estratégias que fazem toda diferença na hora de melhorar essa competitividade. Acompanhe!

1. Conheça muito bem o seu público-alvo

Ser competitivo é ter uma proposta atraente, um produto que satisfaça os interesses do seu público. Porém, isso só é possível quando a empresa conhece os destinatários dos seus produtos/serviços e trabalha para atendê-los com precisão.Dessa forma, é imprescindível traçar um perfil do seu consumidor, identificando preferências e hábitos, a partir de pesquisas, feedbacks e dados, por exemplo. O importante é que a empresa consiga identificar os pontos mais relevantes para qualificar a experiência do cliente.

2. Invista na área de marketing e vendas

Conforme mencionado, não basta ter um produto interessante ou um serviço diferenciado, para ser competitivo é fundamental que as pessoas conheçam a empresa e os seus diferenciais. Assim sendo, investir em marketing também é uma estratégia altamente eficiente para melhorar o posicionamento da marca no mercado e a percepção do consumidor.

Seja por meio de um site institucional, um blog, fanpage ou qualquer outro recurso de divulgação, a empresa precisa veicular a sua marca e os seus produtos, fazendo com que eles componham o imaginário de mais pessoas com o perfil ideal, para que isso se converta em resultados, rentabilidade e mais competitividade.

3. Melhore as relações pessoais na empresa

O desempenho interno do negócio, isto é, a performance dos seus processos e atividades também tem um grande impacto da competitividade. O fato é que empresas melhor organizadas internamente, dotadas de equipes produtivas e eficientes, em regra, entregam mais vantagens ao seu cliente, tanto em termos de custos quanto de qualidade.

Nesse cenário, uma das formas de garantir essa maior eficiência interna é a partir da qualificação das relações dos seus profissionais. Por exemplo, pode-se investir na criação de um ambiente interno motivador, em que os membros da empresa sejam reconhecidos e se sintam engajados com os objetivos e metas. Isso certamente se refletirá em mais produtividade e, consequentemente, competitividade.

4. Crie uma cultura inovadora

Empresas competitivas, como regra praticamente absoluta, têm a inovação como uma marca forte. Inovar é buscar caminhos para se diferenciar, aumentar o valor das suas ofertas e conquistar a confiança do cliente.

Logo, a companhia que pretende atuar de maneira qualificada precisa se apoiar em uma cultura de inovação, na qual a tecnologia faça parte, novas metodologias de gestão estejam presentes e o atendimento e experiência do cliente sejam prioridade.

5. Reduza seus custos operacionais

Outro ponto que merece todo o destaque no contexto da competitividade empresarial é a gestão dos custos. Nesse ponto, a lógica é bastante simples: empresas que têm custos operacionais mais baixos, em regra, conseguem praticar preços reduzidos, investir mais na otimização das suas atividades e, com isso, atender ainda melhor às demandas do seu público.

Assim, como reflexo, é natural que essas empresas sejam mais atrativas para o consumidor e consigam fazer mais conversões, praticamente ditando o padrão a ser seguido no mercado.

Por fim, como vimos, aumentar a competitividade empresarial no contexto atual deve figurar como uma necessidade diária das empresas. É preciso buscar alternativas para ser mais eficiente, relevante e conhecido no seu segmento todos os dias. Para tanto, as dicas que você acabou de ler podem ajudar o seu negócio a dar o pontapé inicial e passar a atuar de forma ainda mais competitiva.

Então, gostou deste artigo? Quer saber como tornar o seu negócio ainda mais competitivo? A One7 tem o conjunto de soluções ideais. Entre em contato conosco hoje mesmo e conheça! Não esqueça, também, de acompanhar nossas páginas nas redes sociais, para ficar por dentro de todas as novidades relevantes para o seu negócio. 



Compartilhar

Comente este artigo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *